• Nenhum resultado encontrado

pt 1679 4508 eins S1679

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2018

Share "pt 1679 4508 eins S1679"

Copied!
1
0
0

Texto

(1)

einstein. 2015;13(3):474

APRENDENDO POR IMAGENS

Complicação corneana por conjuntivite gonocócica

Corneal complication caused by gonococcal conjunctivitis

Thiago Gonçalves dos Santos Martins1, Grace Peng1, Roberta Andrade e Nascimento1,

Ana Luiza Fontes de Azevedo Costa2

1 Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

2 Hospital Federal dos Servidores do Estado, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Autor correspondente: Thiago Gonçalves dos Santos Martins − Universidade Federal de São Paulo, Rua Botucatu, 821, 2o andar – Vila Clementino – CEP: 04023-062 – São Paulo, SP, Brasil – Tel.: (11) 5085-2010 E-mail: thiagogsmartins@yahoo.com.br

Data de submissão: 15/11/2013 − Data de aceite: 23/4/2014 DOI: 10.1590/S1679-45082015AI3024

MAFS, masculino, 39 anos, chegou ao pronto-socorro de oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo relatando baixa visão e hiperemia ocular com secreção purulenta há 12 dias em olho esquerdo, sem queixas so-bre o olho direito. Estava em uso de ciprofloxacina co-lírio a cada 3 horas. Ao exame, apresentava hiperemia ocular difusa, quemose, extensa área de afinamento corneano na região nasal e secreção purulenta. A acui-dade visual era de 20/80 no olho acometido. O exame de bacterioscopia revelou diplococos Gram-negativos, sendo confirmada a presença de gonococos na cultura. O paciente foi encaminhado ao urologista para

ava-Figura 1. Afinamento corneal importante

liação de outras doenças sexualmente transmissíveis, sendo diagnosticado com sorologia positiva para HIV. O tratamento consistiu de azitromicina 1g via oral e ceftriaxone intravenoso por 3 dias. Posteriormente, foi submetido a transplante corneano tectônico para res-tabelecer a integridade ocular ameaçada pela área de afinamento, que provavelmente teria perfurado, caso não fosse submetido ao transplante precoce.

A infecção ocular pode ocorrer acompanhada ou não de infecção urogenital, que, neste caso, não foi de-tectada pelo urologista.(1,2) Para infecções oculares,

an-tibióticos tópicos atingem, em tecidos infectados, con-centrações superiores ao tratamento sistêmico, porém, no caso da infecção ocular gonocócica, é necessário também tratamento sistêmico, que prolonga-se por 3 dias quando há acometimento corneano.(3)

A infecção gonocócica como causa de conjuntivite pode gerar severas complicações corneanas, como a pre sente neste caso. Essa afecção deve ser tratada bre-vemente pelo oftalmologista, com o objetivo de preser-var a visão do paciente, bem como a integridade ocular.

REFERÊNCIAS

1. Harry T, Black P. Unilateral gonococcal ophthalmia without genital infection: an unusual presentation in an adult. Int J STD AIDS. 2005;16(1):78-9. 2. Gambrelle J, Ponceau B, Duquesne N, Crepet H, Fleury J, Burillon C, et al.

[Gonococcal conjunctivitis complicated by perforating corneal abscess in an adult]. J Fr Ophtalmol. 2007;30(7):e18. French.

Imagem

Figura 1. Afinamento corneal importante

Referências

Documentos relacionados

Ressonância magnética de abdômen superior em T1 com saturação de gordura pós-contraste, na fase portal, no plano axial, evidenciando necrose completa das lesões secundárias

A dificuldade técnica no tratamento das fraturas periprótese pós-operatórias da ARO, as características e as comorbidades da paciente, o reduzido número de casos e a ausência

As duas primeiras têm carac­ terísticas típicas, e a terceira apresenta­se de forma que não permite diferenciar entre doença de Crohn e reto­ colite ulcerativa, sendo necessário

A idade avançada é um fator de risco para reduzir a mobilidade e, quando associada com mudanças na compo sição corporal, como o aumento da gordura em relação à massa magra, (1)

Os métodos laboratoriais empregados e os valores de referência adotados para amostras de urina de 24 horas foram, para cálcio, método de espectrometria de absorção

Conclusão: A tradução e a adaptação das escalas de avaliação e classificação do linfedema cérvico-facial do MD Anderson Cancer Center Head and Neck Lymphedema protocol para

Dos questionários, foram utilizados os seguintes dados: idade, razão para a realização do exame, motivo para a colocação da prótese, referência a sinal ou sintoma, tempo

Tanto no TISS-28 como no NEMS, a soma dos escores para cada item refletiu a carga de trabalho da enferma- gem durante um período de 24 horas.. (18)