Top PDF Contribuição ao Estudo Anatômico do Lenho de 7 Espécies de Dimorphandra (Leguminosae - Caesalpinioideae).

Contribuição ao Estudo Anatômico do Lenho de 7 Espécies de Dimorphandra (Leguminosae - Caesalpinioideae).

Contribuição ao Estudo Anatômico do Lenho de 7 Espécies de Dimorphandra (Leguminosae - Caesalpinioideae).

illuòtrationò ofa the wood described and a Hot the principal anatomical characteriòticA . ate ivicluded in thi& paper. .[r]

25 Ler mais

Estudo anatômico comparativo do lenho e da casca de duas espécies de Eugenia L. (Myrtaceae).

Estudo anatômico comparativo do lenho e da casca de duas espécies de Eugenia L. (Myrtaceae).

pontoações intervasculares alternas (figura 4), guarnecidas, com (4-) 5 (-5) µm de diâmetro; ponto- ações radio-vasculares similares às intervasculares. Traqueídes vasicêntricas presentes. Fibras com pon- toações areoladas nas paredes tangencial e radial (fi- gura 5), com paredes espessas a muito espessas (figu- ra 3); (542-) 958 (-1247) µm de comprimento. Parênquima axial predominantemente apotraqueal, difuso a difuso em agregados em E. cerasiflora (figu- ra 1); em E. uniflora, difuso em agregados e forman- do linhas com uma a três células de largura (figuras 2 e 3); série parenquimática constituída de oito a treze células por série (figura 6). Raios uni e multisseriados (uma a três células) (figuras 1-2, 6), predominando aqueles com duas células de largura; heterogêneos, com corpo composto por células procumbentes e mar- gens constituídas por uma a seis fileiras de células quadradas e eretas (figura 7). Inclusões orgânicas sob a forma de substância de coloração acastanhada nos vasos e em células do parênquima axial e radial em E. cerasiflora (figuras 4 e 7); em E. uniflora ocorrem em algumas células do parênquima radial (figura 6). In- clusões inorgânicas representadas por cristais pris- máticos em células do parênquima axial; raros em E. cerasiflora; grandes e abundantes em E. uniflora, em
Mostrar mais

10 Ler mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIHORIZONTES Programa de Pós-Graduação em Administração Mestrado Cláudia Caixeta Gomes

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIHORIZONTES Programa de Pós-Graduação em Administração Mestrado Cláudia Caixeta Gomes

excluindo aos poucos, hoje a gente tá sozinho. Depois que mudou o prefeito aí piorou. Quem participa das decisões disso tudo é só a prefeitura, o Unipam e uns poucos interessados, aí. Eles não comunicam mais nada, nem para a sociedade nem para nós aqui. Eu sei que na última reunião o Unipam ofereceu gente deles lá, como professores e alunos, para desenvolver um estudo e fazer um plano. Mas não sei quais são, parece que tem uma empresa de fora querendo vir, tomar conta desse processo e ficar com todo o lixo. Aí é ruim demais pra nois, que sobrevive do lixo (E8- APARE). Sim, mas de forma ainda incipiente. Ontem em um evento realizado pela OSCIP Ellus, o Walter proprietário da Conserbras citou o início de uma conversa que estão tendo para retomar a discussão da coleta seletiva (E9). O ministério público está em cima para a implementação da coleta seletiva. Apesar das reuniões para discutir o tema, acho pouco a participação do setor privado, digo setor privado as indústrias e comércios locais e até dos comerciantes de recicláveis. Nós do Unipam somos convidados para essas reuniões, mas sinto falta da participação da associação de catadores, dos sindicatos e até de pessoas que representem a sociedade (E10).
Mostrar mais

166 Ler mais

ESTRESSE OCUPACIONAL: estudo com gestores de um hospital público regional do estado de Minas Gerais

ESTRESSE OCUPACIONAL: estudo com gestores de um hospital público regional do estado de Minas Gerais

No estudo de Santos (2017), o objetivo foi descrever e analisar as manifestações associadas ao estresse no trabalho, na percepção dos gestores de um hospital filantrópico que atende ao SUS e à rede privada na região Centro-Oeste de Minas Gerais. Os principias resultados apresentados mostraram que as fontes de tensão no ambiente de trabalho estão direcionadas a situação financeira da instituição, mudanças organizacionais, pressão e cobrança, em seus diversos contextos, sobrecarga de trabalho e administração de situações imprevisíveis e/ou complexas. Foi identificado, também, que essas fontes de tensão promovem alterações físicas e psíquicas nos indivíduos, como: insônia, fadiga, dores no estômago, ansiedade, nervosismo e irritabilidade. Também foram observadas algumas manifestações orgânicas que podem estar relacionadas ao quadro de estresse ocupacional, como: gastrite, psoríase, pressão alta e síndrome do pânico. Em relação ao impacto no trabalho o estudo revelou: desgaste nos relacionamentos interpessoais no trabalho e/ou fora dele, dificuldades relacionadas a concentração e/ou a memória e interface casa/trabalho. As estratégias de enfrentamento (coping) ao estresse utilizadas com frequência pelos gestores foram: equilíbrio entre trabalho e vida privada, busca do autocontrole, centralidade do trabalho e prática de atividades físicas.
Mostrar mais

162 Ler mais

Marx e os escafandristas. A pré-história do conceito de subsunção do trabalho ao capital — Outubro Revista

Marx e os escafandristas. A pré-história do conceito de subsunção do trabalho ao capital — Outubro Revista

Este não é o ponto de chegada de Marx, mas seu ponto de partida, reformulando (ou revolucionando) esta concepção quando desenvolve a noção de mais-valia e, portanto, compreendendo que [r]

19 Ler mais

TERMO DE APROVAÇÃO CECÍLIA MARIA PEÇANHA ESTEVES PATRIOTA POLÍTICA DE MONITORAMENTO E GESTÃO POR RESULTADO: ESTUDO DE CASO DE UMA ESCOLA DE PERNAMBUCO

TERMO DE APROVAÇÃO CECÍLIA MARIA PEÇANHA ESTEVES PATRIOTA POLÍTICA DE MONITORAMENTO E GESTÃO POR RESULTADO: ESTUDO DE CASO DE UMA ESCOLA DE PERNAMBUCO

Esses dados tornam-se, assim, a base para a formação continuada dos professores. A ideia é garantir um trabalho direcionado, o que os auxilia na melhoria da sua prática e no direcionamento de ações mais eficazes para cada educando. A partir dos resultados das avaliações dos alunos pode-se diagnosticar nos docentes os principais pontos a serem aprimorados nas formações continuadas. Os Parâmetros Curriculares de Pernambuco e o manual Parâmetros na Sala de Aula, elaborados por profissionais da rede, em processo coordenado pela Secretaria de Educação do Estado, permitem uma unidade no desenvolvimento do currículo na rede estadual. Esse material, no entanto, precisa ser melhor divulgado e explorado pelos educadores, uma vez que permite um planejamento criterioso de estratégias e de ações pedagógicas relevantes para o sucesso escolar. Seu estudo deve ser contemplado nos momentos de formação dos professores, o que contribui sobremaneira para a organização curricular, com o objetivo que todo o aluno aprenda o conteúdo esperado para sua série e na idade certa.
Mostrar mais

129 Ler mais

ARNALDO FERNANDES CORRÊA ESTUDO DE CASO: O PROCESSO DE IMPLEMENTAÇÃO DA DIRETORIA DE PESSOAL NA REGIONAL DE ENSINO DE UBÁMG

ARNALDO FERNANDES CORRÊA ESTUDO DE CASO: O PROCESSO DE IMPLEMENTAÇÃO DA DIRETORIA DE PESSOAL NA REGIONAL DE ENSINO DE UBÁMG

Este estudo permite que se investigue mais sobre um tema tão relevante na administração pública contemporânea, que é a importância dos colaboradores na vida do setor público e que sem eles não será possível avançar, pois são os funcionários que criam, planejam e executam tarefas, são também os únicos capazes de interagir uns com os outros para produzirem novas ideias para as instituições alcançarem seus objetivos. No decorrer deste trabalho, é possível perceber que muitos conceitos utilizados durante anos e relatados como verdadeiros, já não são mais usados na atualidade, no que diz respeito à Gestão de Pessoas. Atualmente, os órgãos que se reestruturam e valorizam seus colaboradores são os que mais crescem. As instituições públicas conscientizaram-se que a excelência na Gestão de Pessoas é a chave para superar os grandes desafios apresentados pelas diversas e complexas transformações que fazem parte do mundo contemporâneo. Os órgãos já perceberam que as experiências compartilhadas entre as pessoas no ambiente de trabalho afetam de forma positiva ou negativa no seu desempenho final, e, quando existe uma boa Gestão de Pessoas, ela provavelmente refletirá positivamente neste ambiente porque estão satisfeitas e consequentemente produzirão melhor.
Mostrar mais

167 Ler mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIHORIZONTES Programa de Pós-graduação em Administração Mestrado Isabel Cristina de Oliveira Alves

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIHORIZONTES Programa de Pós-graduação em Administração Mestrado Isabel Cristina de Oliveira Alves

Nesse caso, percebe-se que, mantendo-se as demais variáveis constantes, a cada aumento de uma unidade nas fontes de tensão do indivíduo o estresse ocupacional aumenta, em média, 0,225 unidades. De forma análoga, a cada aumento de uma unidade nas fontes de tensão do trabalho o estresse aumenta, em média, 0,288 unidades (mantendo-se as demais variáveis constantes). Portanto, incrementos em fontes de tensão do indivíduo e em fontes de tensão no trabalho levam a aumentos no estresse ocupacional. Indo ao encontro deste estudo, Arroba e Kim (1988) relatam que os indivíduos estão diariamente sujeitos a uma imensidão de agentes que podem gerar estresse, dependendo de seu grau de potência. Constituídos como uma fonte de pressão, esses agentes podem originar-se do ambiente, do próprio indivíduo ou das condições de trabalho que estão sujeitos. Assim, a Hipótese 1 deste estudo é parcialmente confirmada, uma vez que o modelo proposto não contemplou a variável mecanismos de regulação.
Mostrar mais

126 Ler mais

DIREITO DE TODOS OS CAMPONESES E CAMPONESAS

DIREITO DE TODOS OS CAMPONESES E CAMPONESAS

vamos ver como está a situação da educação para quem vive no campo, vamos olhar juntos para as leis e vermos o que está dito lá sobre a situação para sabermos também de quem são as respo[r]

44 Ler mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIHORIZONTES Programa de Pós-Graduação em Administração Mestrado Denis Anísio Socorro Carvalho

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIHORIZONTES Programa de Pós-Graduação em Administração Mestrado Denis Anísio Socorro Carvalho

Segundo Dejours e Abdoucheli (1990), o sofrimento físico é causado pelas condições de trabalho relacionadas com as condições ergonômicas, físicas, mecânicas, químicas e biológicas, que atingem diretamente o corpo dos trabalhadores. Nielsen e Piassa (2012) confirmam essa teoria em estudo realizado com professores públicos do estado do Paraná, salientando que o esgotamento físico está relacionado com o excesso de atividades e com as condições de trabalho. É perceptível que a categoria esgotamento físico está relacionada com a categoria ambiente físico do contexto do trabalho, que, no caso dos servidores da Secretaria de Administração, conseguiram deixar de forma explícita o sofrimento em relação às condições de trabalho, enquanto os membros da Educação, de certa forma, escondem o sofrimento nas melhorias estruturais, feitas nos últimos três anos. Entretanto, cabe registrar que as estruturas eram precárias e que as sequelas das condições de trabalho estão aparecendo depois de 15 a 25 anos de trabalho, através de doenças que atingem o corpo e a mente dos servidores.
Mostrar mais

117 Ler mais

Educação para jovens e adultos

Educação para jovens e adultos

A construção do sentido numérico acontece gradativamente, à medida que os números vão sendo percebidos como instrumentos para resolver determinados problemas. Uma variável importante nesse pro- cesso é a ordem de grandeza dos números envolvidos. O “tamanho” dos números mantém estreitas relações com os procedimentos em- pregados para obter a solução de um problema. Nessa perspectiva, podemos distinguir o domínio dos números “pequenos”, até 6 ou 7, os quais são reconhecidos rapidamente, de forma global, sem que seja necessário recorrer à contagem. Outro domínio é o dos chamados nú- meros “de uso social”, relacionados a quantificações práticas, como idades, pessoas da família, horas do dia, dias da semana, do mês, pre- ços e quantidades de produtos comumente adquiridos, valores das cé- dulas e moedas, datas etc. E sses números são compreendidos sem que seja necessário analisá-los enquanto dezenas e unidades. A experiên- cia intensa com eles favorece a sua memorização e as primeiras cons- tatações de regularidades sobre a seqüência numérica oral e escrita. A contagem e os procedimentos de estimativa e cálculo mental prevale- cem nesse domínio.
Mostrar mais

243 Ler mais

UMA PALAVRA ÀS CRIANÇAS E AOS JOVENS ESTUDANTES DO MST

UMA PALAVRA ÀS CRIANÇAS E AOS JOVENS ESTUDANTES DO MST

Data limite para recebimento dos trabalhos selecionados nos estados no Escritório Nacional do MST em Brasília (A/C do Setor. de Educação): 15 de novembro 99[r]

15 Ler mais

EDUCAÇÃO INFANTIL NO MUNICÍPIO DE LIMEIRA – SP: UM ESTUDO COMPARATIVO DO DESEMPENHO DE ALUNOS DE CRECHES E PRÉ- ESCOLAS NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

EDUCAÇÃO INFANTIL NO MUNICÍPIO DE LIMEIRA – SP: UM ESTUDO COMPARATIVO DO DESEMPENHO DE ALUNOS DE CRECHES E PRÉ- ESCOLAS NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

Com a adesão firmada pela Secretaria Municipal de Limeira ao Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), 1 no ano de 2012, a preocupação relativa a esse descompasso de aprendizagem tornou-se mais evidente, à medida que os professores de Ensino Fundamental apontam que os alunos de Creches, ao ingressarem no Ensino Fundamental, requerem um trabalho intensivo para que alcancem os níveis esperados para alunos egressos dos Centros Infantis, conforme disposto no Plano de Referência Curricular 2 (PRC) para o primeiro ano do Ensino Fundamental e nas metas para o Programa Nacional de Alfabetização na Idade Certa (PNAIC). É nesse contexto de incerteza e indagações que a presente pesquisa se justifica e se coloca como fonte de informação, a partir da proposição de um Plano de Ação que atenda à demanda por um estudo sistematizado e formal por parte da Secretaria de Educação de Limeira, acerca da validação ou não da avaliação feita por docentes do primeiro ano do Ensino Fundamental e gestores das respectivas Escolas.
Mostrar mais

190 Ler mais

ESTUDO DO COMPORTAMENTO DE SOLOS ARENOSOS CIMENTADOS

ESTUDO DO COMPORTAMENTO DE SOLOS ARENOSOS CIMENTADOS

Os resultados apresentados na Figura 5.14 mostram um bom ajuste da curva de pico de resistência utilizando uma equação polinomial de segundo grau. Como deveria ser, este ajuste indicou um intercepto de coesão praticamente nulo. Os dados também demonstraram que a envoltória de resistência associada a contribuição do atrito grão- grão (deslizamento e rolamento) é não linear e apresenta-se paralela a envoltória de pico. Isto ocorreu devido a uma compensação entre as parcelas de dilatância e coesão aparente que majoram e minoram, respectivamente, na mesma proporção, com o aumento da tensão normal. Os dados ainda demonstram uma baixa contribuição das parcelas de coesão aparente e dilatância, assim como um comportamento tipicamente linear de ambas, com o aumento da tensão normal.
Mostrar mais

153 Ler mais

INFREQUÊNCIA DISCENTE: UM ESTUDO DE CASO NA REDE ESTADUAL DO CEARÁ

INFREQUÊNCIA DISCENTE: UM ESTUDO DE CASO NA REDE ESTADUAL DO CEARÁ

Estudo realizado por Burgos (2014) aponta que a escola pública universalizada é a grande novidade deste país, visto que, há vinte anos, não se matriculavam todas as crianças na escola. Assim, a instituição escolar ganhou centralidade na sociedade, na qual não só os pais, mas todos acreditam que a função desta instituição é o de educar seus filhos, sendo capaz de lidar com as informações e formações dos alunos, dando a ela uma responsabilidade que vai além de simplesmente ser repassadora dos conhecimentos, mas que possa através do princípio da equidade minimizar as barreiras das desigualdades sociais, e propiciar mais oportunidades a esses jovens. Burgos (2014) nos remete à ideia de que não basta a universalização do acesso à educação para superar os desafios existentes, sendo então, necessário que a escola passe por uma transição democrática, em que o autoritarismo, a centralização e as ações fragmentadas sejam substituídas pela gestão participativa, que envolva a autonomia desse gestor, a responsabilização, a visão compartilhada das ações escolares, a formação dos colegiados como conselhos escolares, associação de pais e outros.
Mostrar mais

128 Ler mais

IVAN SALES DOS SANTOS UM ESTUDO DE CASO SOBRE A VIOLÊNCIA ESCOLAR EM UMA ESCOLA DA COORDENADORIA DISTRITAL DE EDUCAÇÃO 7

IVAN SALES DOS SANTOS UM ESTUDO DE CASO SOBRE A VIOLÊNCIA ESCOLAR EM UMA ESCOLA DA COORDENADORIA DISTRITAL DE EDUCAÇÃO 7

Ao estudarmos a Escola Ana, ficou evidente, através dos gráficos, que a escola sofria com o grande número de contendas durante o período escolar, porém é possível perceber que nenhuma atitude com o objetivo de minimizar as ações de modo coletivo fora sistematizada antes da tomada de decisão quanto à mudança no turno da escola, realizada pela CDE 7 junto à gestão da escola. O estabelecimento de regras e projetos que promovam o bem-estar na escola seria possível por meio de intermediações da equipe pedagógica no quadro de violência em que a escola vivia. Essa prática seria evidenciada através do Projeto Político Pedagógico da escola, cujo intuito é, em sua construção, implementar princípios que norteiem uma política contra atitudes de violência na escola.
Mostrar mais

83 Ler mais

O PERFIL DO GESTOR ESCOLAR NA IMPLEMENTAÇÃO DE MODELOS DE GESTÃO: UM ESTUDO DE CASO NA REGIÃO METROPOLITANA VII DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

O PERFIL DO GESTOR ESCOLAR NA IMPLEMENTAÇÃO DE MODELOS DE GESTÃO: UM ESTUDO DE CASO NA REGIÃO METROPOLITANA VII DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

Pode-se perceber, na tabela 5, que a escola conseguiu apresentar evolução nos resultados obtidos nas avaliações da Prova Brasil e no fluxo interno, no ano de 2011, e além de manter sua evolução no ano ano de 2013, apresenta um resultado significativo. Segundo os dados do Nível Socio Econômico (NCE), disponibilizado pelo INEP, essa escola obteve 5 numa escala de 1 a 7, sendo 1 referente a altos índices de vunerabilidade social e 7 referente a nivel socioeconômico bom. Apesar de estar na Média socioeconômica, o que foi levado em consideração na presente pesquisa foi a região Baixada Fluminense, o município e seu índice de IDH, o qual a escola está inserida, que ainda apresenta carência em muitos serviços como segurança, educação, cultura, lazer, entre outros, que impactam indiretamente na vida acadêmica do aluno. A Tabela 6, abaixo, evidencia os resultados do SAERJ – IDERJ C.E. Doutor Anibal Viriato de Azevedo:
Mostrar mais

106 Ler mais

RAIF MARLICE SILVA DE LIMA POLÍTICA DE RESULTADO E BONIFICAÇÃO: UM ESTUDO DE CASO EM TRÊS ESCOLAS DA COORDENADORIA DISTRITAL 3 DO ESTADO DO AMAZONAS

RAIF MARLICE SILVA DE LIMA POLÍTICA DE RESULTADO E BONIFICAÇÃO: UM ESTUDO DE CASO EM TRÊS ESCOLAS DA COORDENADORIA DISTRITAL 3 DO ESTADO DO AMAZONAS

Conforme podemos perceber na fala da supervisora, as ações desenvolvidas pelos gestores é bastante diferenciada, principalmente dos gestores das escolas que sempre recebem as bonificações. Contudo, percebe-se que as escolas que recebem os recursos do Prêmio Escola de Valor, realizam ações diferenciadas nas escolas e estes gestores se empenham mais que os outros na busca por melhores resultados, geralmente iniciam o ano letivo identificando, através de testes diagnósticos, os alunos com déficit de aprendizagem e oferecem aula de reforço escolar e estudo dirigido individual. A supervisora relata ainda que as escolas premiadas fazem essa identificação prévia destes alunos e procuram realizar todos os tipos de intervenções necessárias que promovam o aprendizado satisfatório do estudante, conseguindo assim atingir o objetivo predeterminado pela escola: a bonificação.
Mostrar mais

124 Ler mais

O PAPEL DO EDUCADOR NA PREVENÇÃO AO CONSUMO ABUSIVO DE DROGAS – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

O PAPEL DO EDUCADOR NA PREVENÇÃO AO CONSUMO ABUSIVO DE DROGAS – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

Este projeto de capacitação em serviço foi planejado para oportunizar aos educadores da Escola Estadual Paula Frassinetti, ampliar seus conhecimentos sobre a temática aqui destacada dent[r]

106 Ler mais

Show all 10000 documents...