Gerente é feito refém em assalto ao Banco do Brasil

Texto

(1)

Gerente é feito refém em

assalto ao Banco do Brasil

Uma quadrilha assaltou na madrugada desta segunda-feira (13), uma agência do Banco do Brasil localizada no município de Vigia, no nordeste paraense. Segundo as primeiras informações levantadas no local, os assaltantes fizeram o gerente do local refém.

O grupo agiu durante a madrugada. Armados, os envolvidos levaram o gerente até o local, para terem acesso ao cofre. Ainda não há informações sobre a quantia divulgada.

Ainda não há informações sobre a quantia levada. (Foto: via WhatsApp)

Equipes de polícia realizam rondas pela região para localizar a quadrilha.

(2)

Ainda não há informações sobre a quantia levada. (Foto: via WhatsApp)

(3)

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

Idosa é picada por cobra

jararaca em Alvorada da

Amazônia

“Fortuoza Alencar da Silva”, idosa de 77 anos, foi

socorrido na tarde desta sexta-feira (10), por

familiares após ser picada por cobra Jararaca no quintal

da casa onde reside na comunidade de Alvorada da

Amazônia em Novo Progresso.

Segundo informações, ela estava fazendo limpeza na horta próximo a residência quando foi picado na perna pela cobra, que é venenosa e conhecida como ‘Jararaca’. Ainda de acordo com o filho José Carlos da Silva (Zezão Borracheiro) ela conseguiu mesma picada fisgar a cobra, logo foi socorrida pela equipe do posto de saúde da comunidade e de ambulância foi levada para o hospital municipal de Novo Progresso.

No hospital da cidade, ela foi medicada com soro antiofídico e continua sob observação médica.

(4)

Cobra foi fisgada pela idosa

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

(5)

Amazonlog reforça laço do

Brasil com países vizinhos,

destaca Jungmann

(Foto Antonio Cruz/Agência Brasil) -A simulação de resgate em situações de ajuda humanitária é o melhor caminho para reforçar a atuação conjunta do Brasil com países vizinhos. A avaliação é do ministro da Defesa, Raul Jungmann que visitou o exercício multinacional de simulação de ajuda humanitária, Amazonlog, na tríplice fronteira com o Peru e a Bolívia. A atividade, executada em parceria com os países vizinhos, reuniu cerca de duas mil pessoas em Tabatinga, no Amazonas. A cidade fica distante cerca de 1,1 mil quilômetros de Manaus. Só é possível chegar de barco ou avião. O município, com pouco mais de 60 mil habitantes, está localizado na tríplice fronteira com as cidades de Santa Rosa, no Peru, e Letícia, na Colômbia. A cidade foi escolhida pelos militares devido ao difícil acesso e à falta de estrutura, como comunicações, estradas, dificuldades para conseguir grande quantidade de alimentos.

“Aqui, países que são nossos amigos e vizinhos trabalham conosco, exercitam conosco como atender nossas populações, como alimentá-las, como fazer sua triagem e como dar conforto em situações que muitas vezes são de grande calamidade e podem envolver perda de vidas”, disse o ministro na tarde desse sábado (11), após visitar a base internacional montada para abrigar as tropas.

Jungmann presenciou a simulação de distribuição de cargas com vacinas para a população vítima de um surto de hepatite e

(6)

sobrevoou a demonstração de medidas para atender a população na possibilidade de explosão de embarcações no Rio Solimões. As atividades fazem parte de um conjunto de simulações das Forças Armadas para treinar procedimentos de ajuda humanitária em caso de catástrofes como secas, enchentes, terremotos. Uma base militar multinacional foi montada para dar suporte a militares e socorro emergencial às “vítimas”.

As ações contam com a participação de diversos órgãos governamentais como a Polícia Federal, o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), a Fundação Nacional do Índio (Funai), a Defesa Civil, o Ministério das Relações Exteriores. As simulações envolveram o uso de helicópteros, aviões, além de diversas embarcações para as ações de simulação de acidentes. Também foram feitos atendimentos de saúde para a população ribeirinha e comunidades indígenas do Brasil e dos países vizinhos. Alguns dos exercícios contam com a participação de “figurantes”.

EUA

O exercício, previsto para terminar amanhã (13) conta com a presença de militares dos Estados Unidos e de outros países. A presença dos americanos foi motivo de polêmica. Parlamentares da oposição questionaram a presença dos norte-americanos com o argumento de que isso poderia representar uma ameaça à soberania do país.

Pelo Brasil, participam cerca de 1.550 militares; a Colômbia enviou 150; o Peru, 120; e os Estados Unidos, 30. Os americanos participaram como observadores integrados. Eles cederam uma aeronave C-130 para deslocamento de equipamentos e pessoal. Outros países, como Alemanha, Rússia, Canadá, Venezuela, França, Reino Unido e Japão, também enviaram observadores.

(7)

EUA são “míopes”. “Isso mostra total desconhecimento, porque já participamos desse mesmo exercício nos EUA, sem qualquer problema”, disse. “A atividade reforça a ideia de ajuda humanitária. Temos que dar as mãos quando se trata de atender as populações. Quando houve catástrofes no Peru; no Chile, nós lá estávamos… a forma como a Colômbia tratou a Chapecoense depois do acidente. É isso que queremos: ajuda mútua em favor dos nossos povos”, acrescentou o ministro ao se referir ao acidente de avião com o time brasileiro que matou 71 pessoas e deixou apenas quatro sobreviventes.

Por: Agência Brasil

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

Com golaço de Thiago Neves,

Cruzeiro vence Fluminense de

virada

Atuando com um jogador a mais durante boa parte do segundo tempo, o Cruzeiro venceu o Fluminense de virada por 3 a 1, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, neste domingo (12/11). A partida foi válida pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado fez o clube mineiro subir para a quinta posição, com 54 pontos.

(8)

Já os comandados por Abel Braga, que não tiveram o artilheiro Henrique Ceifador (suspenso), ocupam o 13º lugar, com 43. A equipe tricolor ainda pode ser ultrapassada pela Chapecoense, que recebe o Santos no encerramento da rodada.

Os visitantes abriram o placar logo aos três minutos. Gustavo Scarpa achou Pedro no meio da área, que dominou e mandou no canto de Fábio.

A reação dos donos da casa veio aos 17. Lucas Romero arriscou de fora, a bola desviou e foi no ângulo, sem chances para Cavalieri.

Aos 10 minutos, o Fluminense ficou com um jogador a menos. Marlon recebeu o segundo amarelo após tocar a mão na bola e foi expulso de campo.

O castigo veio apenas três minutos depois. Thiago Neves cobrou falta no segundo pau, Diogo Barbosa apareceu livre, atrás da zaga, e mandou para o fundo do gol.

Os jogadores do Fluminense reclamaram muito com a arbitragem, porém, o tento foi validado.

O Cruzeiro balançou as redes novamente, aos 28. Após linda troca de passes, Robinho achou Thiago Neves na área que, de primeira, mandou para dentro da meta de Diego Cavalieri.

Na próxima quarta-feira (15/11), o Fluminense visita o Corinthians em Itaquera, em jogo que pode decidir o título para os paulistas. Enquanto isso, o Cruzeiro volta a jogar no Mineirão, recebendo o ameaçado Avaí.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 3 X 1 FLUMINENSE

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG) Data: 12 de novembro de 2017 (Domingo) Horário: 19h(de Brasília)

(9)

Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)

Cartões Amarelos: Murilo, Lucas Romero, Robinho, Alisson (Cruzeiro), Marlon, Renato Chaves (Fluminense)

Cartão Vermelho: Marlon (Fluminense) Gols: CRUZEIRO: Lucas Romero, aos 16 min do primeiro tempo; Diogo Barbosa, aos 11, e Thiago Neves, aos 27 min do segundo tempo FLUMINENSE: Pedro, aos 7 min do primeiro tempo

CRUZEIRO: Fábio, Ezequiel, Digão, Murilo e Diogo Barbosa; Lucas Silva, Lucas Romero, Rafinha (Messidoro), Robinho (Alisson) e Thiago Neves; Rafael Sóbis (Jonata) Técnico: Mano Menezes

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Lucas, Renato Chaves, Henrique e Marlon; Marlon Freiras, Douglas, Wendel (Matheus Alessandro) e Gustavo Scarpa (Léo); Marcos Júnior ( Wellington Silva) e Pedro

Técnico: Abel Braga

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

Palmeiras precisa de mais

duas vitórias para garantir a

(10)

vaga no G4

Time voltou a ganhar folga com o triunfo sobre o Flamengo e a derrota do Botafogo. Classificação pode vir até com só mais uma vitória, mas depende de tropeços dos rivais

A 34ª rodada deu nova folga ao Palmeiras no G4 do Brasileiro. Com o triunfo sobre o Flamengo, além da derrota do Botafogo e o empate do Vasco, o atual campeão brasileiro agora precisa de mais dois triunfos para garantir uma vaga na fase de grupos da próxima Libertadores.

P a l m e i r a s 2 x 0 F l a m e n g o / F o t o : M a u r í c i o Rummens/Fotoarena/Lancepress! /POR LANCE!- Em terceiro lugar, o time de Alberto Valentim ainda pode nesta segunda ser ultrapassado pelo Santos, que visita a Chapecoense. Ainda assim, terminaria a segunda no máximo em quarto lugar, a seis pontos do Botafogo, o quinto, sete do Flamengo, o sétimo, e oito do Vasco, o oitavo.

Restando mais quatro rodadas, caso ganhe mais duas partidas, independente dos resultados dos adversários, vai se garantir pelo número de vitórias – o Verdão hoje tem 17, Bota, 14, Flamengo e Vasco, 13 cada um. O Cruzeiro, embora em quinto, não entra na disputa, pois já está garantido na Libertadores pelo título da Copa do Brasil.

A folga no número de vitórias dá a chance de o Palmeiras terminar no G4 até com apenas mais um triunfo. Para isto, dependeria de uma combinação de resultados. Caso vença o Sport na quinta, o Verdão assegura um posto no G4 com: derrota do Botafogo (enfrenta o Atlético-GO, em casa), empate do Flamengo (visita o Coritiba) e empate do Vasco (recebe o Atlético-MG). De acordo com o matemático Tristão Garcia, o Palmeiras está 99% garantido na próxima Libertadores. Com o distanciamento na briga pelo título, o Verdão tem no G4 sua única meta neste fim de temporada. O jogo contra o Sport está marcado para as 21h

(11)

(de Brasília), no Allianz Parque.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

Anitta canta hino reduzido e

internet reage; veja o vídeo

Anitta cantou o Hino Nacional na abertura do GP Brasil de Fórmula 1 e provocou reações diversas na internet, na tarde deste domingo (12/11). Os posts e comentários não questionam a afinação ou performance da cantora, mas uma alteração na letra gerou repercussão.

A alteração foi realizada pela organização do evento para “encurtar” a letra e reduzir o tempo de duração do Hino. Na versão interpretada por Anitta, ela canta normalmente até o verso “A imagem do Cruzeiro resplandece”. Depois, em vez de seguir com a estrofe “Gigante pela própria natureza”, ela parte para “Mas, se ergues da justiça a clava forte” e cantou até o fim.

Veja Vídeo;

https://youtu.be/xgFyfwPts7I

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

(12)

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

Gabarito Enem 2017

Por Mundo Vestibular – (Foto: Marcos Santos/USP Imagens) -O Enem 2017 já passou! Agora é hora de conferir quantas questões você acertou em cada um das quatro provas.

Confira a seguir os gabaritos extraoficiais dos dois dias, com as respostas separadas por cores.

Gabarito do segundo dia do Enem 2017: PROVA ROSA 91 – E 92 – E 93 – A 94 – A 95 – E 96 – C 97 – D 98 – C 99 – C 100 – D 101 – A 102 – D 103 – A 104 – A 105 – D 106 – E 107 – C 108 – E

(13)

109 – C 110 – B 111 – C 112 – D 113 – A 114 – A 115 – E 116 – D 117 – E 118 – E 119 – E 120 – C 121 – B 122 – C 123 – E 124 – D 125 – D 126 – C 127 – B 128 – A 129 – B 130 – A 131 – A 132 – B 133 – C 134 – B 135 – B 136 – E 137 – B 138 – D 139 – B 140 – A 141 – D 142 – B 143 – E 144 – E 145 – C

(14)

146 – D 147 – C 148 – C 149 – E 150 – C 151 – A 152 – E 153 – B 154 – B 155 – D 156 – D 157 – E 158 – D 159 – D 160 – C 161 – C 162 – B 163 – B 164 – A 165 – C 166 – A 167 – D 168 – A 169 – E 170 – A 171 – C 172 – E 173 – A 174 – D 175 – A 176 – B 177 – D 178 – E 179 – C 180 – B

(15)

Infelizmente, não. O Enem usa um sistema super complexo para determinar a pontuação de cada candidato, a chamada Teoria de Resposta ao Item (TRI). O modelo leva em consideração variáveis que a gente não tem como adivinhar somente olhando o gabarito. Entre elas estão o nível de coerência das respostas (acertar todas as fáceis, algumas médias e menos difíceis, por exemplo) e o desempenho dos demais participantes (acertar uma questão que pouca gente acertou pode render uma pontuação mais alta). Além disso, a TRI consegue identificar “chutes”, dando uma pontuação menor à questão que foi acertada “por acaso”. É por isso que, no Enem, duas pessoas que acertaram o mesmo número de questões podem ter pontuação diferente.

Quando sai o resultado do Enem 2017?

A estimativa do MEC é liberar o resultado do Enem no dia 19 de janeiro de 2018. Até lá, o jeito é já ir pensando em como você vai usar a sua nota do exame. Vamos recapitular as possibilidades?

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

São Paulo segura pressão do

Vasco e consegue empate no

(16)

Rio

Fonte: Gazeta Esportiva (foto: divulgação) – O São Paulo marcou um golaço com Marcos Guilherme e conseguiu segurar a enorme pressão do Vasco no segundo tempo para, mesmo com o gol marcado por Caio Monteiro, segurar ao menos um empate na tarde deste domingo, em São Januário, em partida válida pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Tricolor chega aos 45 pontos, ainda dois atrás da sonhada marca de 47, mas abre mais um em relação à zona de rebaixamento, perigo que parece cada vez mais passado. Em termos de Libertadores, porém, a missão fica mais difícil, já que o clube viu o Cruz-Maltino, concorrente direto para chegar ao G7, subir a 49, na oitava posição.

Na próxima rodada, os comandados de Dorival Júnior seguem na caminhada em busca da Libertadores diante do Grêmio, às 19h (de Brasília) da quarta-feira, na arena dos gaúchos. Por outro lado, Zé Ricardo e sua trupe seguem no Rio de Janeiro, local da partida contra o Atlético-MG, também na quarta, mas às 21h45 (de Brasília).

Golaço salva primeiro tempo

A etapa inicial da partida na capital fluminense pouco ofereceu em termos de lances criativos das duas equipes. Atrapalhados pelo forte sol que se apoderava do céu e causava temperaturas na casa dos 30ºC, os jogadores demoraram a se ambientar ao gramado e não conseguiram imprimir uma intensidade maior, mesmo os atletas do time da casa, empurrados pela boa presença da torcida nas arquibancadas de São Januário.

P e l o l a d o t r i c o l o r , D o r i v a l J ú n i o r a p o s t o u e m u m posicionamento centralizado de Maicosuel, deixando a marcação pelos lados a cargo de Petros, com Jucilei e Hernanes na missão de armar a equipe. Apesar da boa montagem defensiva do

(17)

time, que não deu espaços para Nenê criar suas jogadas, os visitantes não conseguiram fazer com que a bola chegasse ao centroavante Lucas Pratto. Incansável, ele se dedicou muito a correr, mas pouco fez.

Os primeiros 45 minutos poderiam passar batido não fosse por uma falta na entrada da área de Rodrigo Caio em Rios, anotada apesar da reclamação do sã-paulino. Em sua especialidade, Nenê cobrou por cima da barreira e quase acertou o canto esquerdo de Sidão, mas mandou pela linha de fundo.

Pelo lado dos paulistas, no entanto, veio a verdadeira salvação. Jean tentou dominar bola no campo de defesa do Vasco e se atrapalhou todo. Ao tentar proteger, foi desarmado com facilidade por Marcos Guilherme, que conduziu por alguns metros até chutar forte, da entrada da área. A bola ainda foi tocada por Gabriel Félix, mas entrou no ângulo do goleiro vascaíno.

Vasco empata e Tricolor se segura

O segundo tempo mostrou um Vasco muito mais disposto a jogar do que o primeiro, com Evander no lugar de Gilberto no meio-campo, melhorando a qualidade do passe. Logo de cara, o jovem meio-campista se apresentou para cobrança de falta lateral e ouviu de Nenê: “Bate no gol”. Conselho prontamente atendido com um chute que passou rente à trave de Sidão, mas foi para fora.

Sem saída de jogo, o Tricolor ficou praticamente todo preso em sua defesa, sempre estourando a bola para o ataque e tentando anular as investidas dos cariocas. A dificuldade para atacar foi tamanha que Pratto só conseguiu ser notado ao cometer duas faltas na entrada da área (uma delas inexistente), sendo sacado logo na sequência para a entrada do descansado Gilberto, buscando ao menos uma saída em contragolpe. A situação ficou pior, no entanto, aos 30 minutos, quando Rios dominou na meia-lua, girou e bateu. A bola desviou em Rodrigo

(18)

Caio e ficou oferecida para Caio Monteiro, que deslocou Sidão e conseguiu o empate. Logo na sequência, Militão tentou fazer corte e acertou o peito de Henrique com a sola da chuteira. Cartão vermelho para o bom lateral são-paulino, que nem reclamou muito do lance.

Quando parecia que a pressão seria demais para o Tricolor aguentar, porém, Sidão apareceu bem, defendendo com segurança uma cabeçada de Paulão, na única grande oportunidade dos vascaínos, assegurando o empate em São Januário.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

Grêmio tropeça no Vitória e

Timão pode ser campeão na

quarta

Fonte: Gazeta Esportiva — No estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), Grêmio e Vitóriaempataram em 1 a 1, neste domingo, em partida válida pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols do duelo foram marcados por Patric em posição duvidosa, para o Vitória, e Fernandinho, para o Grêmio.

Com o resultado, o time gaúcho alcança os 58 pontos e permanece em segundo na classificação, mas pode ser ultrapassado pelo Santos, que joga nesta segunda-feira, contra a Chapecoense, na Arena Condá (SC). O clube baiano chegou aos

(19)

39 pontos e segue na 16ª posição. O empate foi bom também para o Corinthians, que depende apenas de uma vitória na próxima rodada, contra o Fluminense, para garantir o título matematicamente.

O confronto ocorreu no estádio do Juventude, na Serra Gaúcha, devido ao show do ColdPlay que aconteceu na Arena do Grêmio no sábado. Com isso, o gramado do local não tinha condições de receber o jogo no domingo.

No Grêmio, o técnico Renato Portaluppi teve três desfalques. No gol, Paulo Victor entrou no lugar de Marcelo Grohe, que estava com dores na cervical. Na lateral-direita, Edílson, com um desconforto muscular, foi poupado e Léo Moura assumiu a posição. Sem Bruno Cortez e Marcelo Oliveira (lesionados), o treinador improvisou na lateral-direito Leonardo na esquerda. O restante da equipe foi toda titular. A curiosidade foi a opção pelo garoto Jaílson iniciar o jogo e Michel, considerado titular, ficar no banco de reservas.

O técnico do Vitória, Vagner Mancini, teve três desfalques. O meia Yago, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, deu lugar para o retorno de Neílton. O volante Uillian Correia, expulso no duelo contra o Palmeiras, foi substituído por Ramon. O zagueiro Wallace pertence ao time gaúcho e está impedido de atuar devido a uma cláusula contratual, teve a posição ocupada por Bruno Bispo.

A partida começou com muita marcação no meio de campo, o que forçava os jogadores de ambos os times fazerem lançamentos, sem perigo, para o ataque. Em algumas oportunidades, o Grêmio chegava tocando bem a bola perto da área adversária, mas sem efetividade na conclusão.

A primeira finalização do jogo ocorreu aos 11 minutos. O volante gremista Jaílson recebeu na entrada da área e arriscou uma conclusão. A bola passou quicando na direita de defesa do goleiro Fernando Miguel.

(20)

O Vitória respondeu no lance seguinte. Em cobrança de escanteio Neílton, a defesa gremista afastou mal e a bola sobrou na entrada da área para José Welison concluir forte em direção à meta. Contudo, o zagueiro Pedro Geromel apareceu a tempo e a redonda desviou na coxa do jogador e saiu para mais um escanteio.

Um minuto depois, em jogada individual, o atacante David passou pela marcação e finalizou muito forte e o goleiro Paulo Victor fez boa defesa.

A pressão do Vitória deu certo e aos 16 minutos, o time baiano abriu o placar. Depois de bela troca de passes entre David, Fillipe Souto e Patric, o lateral recebeu, livre na esquerda em posição irregular e ficou cara-a-cara com o arqueiro gremista. O jogador afundou o pé para balançar as redes no estádio Alfredo Jaconi.

Nem deu muito para o torcedor do Leão comemorar, pois dois minutos depois, o Grêmio com Fernandinho. Em ataque pela esquerda, o lateral Leonardo fez bonita tabela com o meia Ramiro e cruzou para a área. O atacante Fernandinho subiu mais alto e desviou para deixar tudo igual na Serra Gaúcha.

Aos 25 minutos, após cobrança curta de escanteio, a bola rodou de pé em pé até chegar no meia Ramiro que, de de fora da área, mandou uma bomba no ângulo. A redonda tinha lugar certo para entrar, mas o goleiro Fernando Miguel saltou e fez grande defesa, impedindo a virada do Tricolor Gaúcho. Aos 32 minutos, em ataque pela direita, Neilton cruzou para a área, a bola passou toda extensão até David ficar com a redonda na esquerda. O atacante colocou novamente na área e Tréllez subiu sozinho, mas cabeceou mal, para fora.

O Vitória quase voltou a ficar na frente do marcador aos 45 minutos. Após cobrança de lateral direto na área, um bate-rebate iniciou na pequena área gremista até a redonda sobrar no pé do atacante Neílton. Contudo, o jogador chutou alto

(21)

demais, desperdiçando a chance de colocar o Leão na frente. Antes do apito final, o craque gremista Luan quase fez um gol de placa. O jogador fez uma bela jogada, dando um lençol em Ramon, e, sem deixar a bola cair, bateu de primeira visando o ângulo esquerdo de ataque. Porém, o arqueiro Fernando Miguel defendeu com tranquilidade a conclusão, agarrando a redonda com as duas mãos.

SEGUNDO TEMPO

Os dois times retornaram do vestiário para o gramado do estádio Alfredo Jaconi sem alterações. Em boa marcação da equipe baiana, Fernandinho perdeu a bola no meio de campo e o Vitória armou um contra-ataque rápido, aos 4 minutos. Na jogada, Tréllez recebeu na entrada da área, puxou para finalizar com o pé esquerdo, mas o chute saiu muito alto e passou sob a meta defendida pelo goleiro Paulo Victor.

Aos nove minutos, após cobrança rápida de falta no meio de campo, Luan recebeu próximo à grande área e ergueu na segunda trave. O atacante Fernandinho aparecia pelo setor, mas cabeceou alto, sob o gol de Fernando Miguel.

O Vitória ficou com um jogador a menos aos 13 minutos do segundo tempo. No lance, Fillipe Souto, o único atleta com amarelo na partida até então, fez falta em Ramiro, recebeu o segundo amarelo e consequentemente o vermelho.

Com um jogador a mais na partida, o Grêmio iniciou uma blitz. Aos 14 minutos, Ramiro recebeu na direita da área e tocou na pequena área para o centroavante Lucas Barrios, livre, desviar para o gol. O goleiro Fernando Miguel fechou os espaços e fez mais uma bela defesa no jogo. Um minuto depois, Ramiro colocou na área novamente, o arqueiro do Vitória espalmou e, no rebote, Leonardo pegou fraco na redonda.

Aos 18 minutos, o Luan marcou para o Grêmio, mas, em posição irregular, o lance foi corretamente anulado pela arbitragem.

(22)

Dois minutos depois, novamente Luan recebeu e arriscou um chute colocado de fora da área, a bola desviou no meio do caminho e o arqueiro Fernando Miguel chegou a saltar, mas a redonda passou rente à trave esquerda de defesa.

O Vitória se retrancou e o Grêmio se jogou para o ataque, porém o time gaúcho encontrava dificuldades para furar a barreira baiana. Aos 37 minutos, Jael recebeu na ponta direita e tocou para Luan finalizar, dentro da área. A bola explodiu na marcação e saiu para escanteio. Aos 45 minutos, após contra-ataque rápido, o Vitória chegou a marcar um gol, mas a arbitragem assinalou o impedimento.

As duas equipes retornam a campo no meio de semana pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), o Grêmio enfrenta o São Paulo, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS). Na quinta-feira, às 20h (de Brasília), o Vitória encara a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó (SC). “Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

Atlético-GO volta a vencer

após sete rodadas e afunda o

Sport

Fonte: Gazeta Esportiva – O Atlético-GO poderia até ter seu rebaixamento definido neste domingo, mas isso não acontecerá. Pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Dragão fez 2 a 0

(23)

no Sport, jogando em casa. Os dois gols, um em cada tempo, foram de Diego Rosa.

Apesar do triunfo, a situação dos goianos segue muito complicada. O time foi a 30 pontos, ainda na lanterna da competição, com poucas chances de fugir da queda. O Sport, com 36, também ocupa a zona da degola.

As equipes voltam a campo na rodada do meio de semana. Mais uma vez fora de casa, o Sport encara o Palmeiras, na quinta-feira. No mesmo dia, o Atlético-GO viaja ao Rio de Janeiro para encarar o Botafogo.

O jogo – Os times justificaram a má campanha na competição no primeiro tempo da partida. Sem criatividade, os dois times pouco conseguiram fazer com a bola. Errando passes, as equipes praticamente não finalizaram.

Porém, quando parecia que os times iriam para o intervalo com empate por 0 a 0, o Dragão chegou às redes. Patrick tentou desarmar o ataque goiano, mas acabou dando passe para Diego Rosa, que bateu na saída de Magrão e abriu o marcador, definindo o placar da etapa inicial: 1 a 0.

Antes do fim do primeiro tempo, os mandantes ainda chegaram com Ronaldo, em chute de fora da área defendido por Magrão, já nos acréscimos. Depois disso, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira encerrou o jogo.

No segundo tempo, o Sport voltou mais ofensivo, com o atacante Marquinhos na vaga do volante Anselmo. Logo aos 5, o reserva mostrou serviço e cabeceou para boa defesa de Kléver, que jogou para escanteio.

Mais presente no campo de ataque, os pernambucanos pecavam nos erros de passe, que acabavam com a maioria das jogadas. O Atlético-GO se defendia bem e aguardava por uma chance no contra-ataque.

(24)

A partir dos 15 minutos da etapa final, a partida voltou a ficar morna, com poucas chegadas dos times ao ataque. Porém, o Sport se abria cada vez, deixando espaços. E foi assim que os donos da casa ampliaram, aos 30. Em rápida jogada, Diego Rosa saiu na cara de Magrão, limpou o goleiro e só empurrou: 2 a 0. Depois disso, com os visitantes sem forças para reagir, bastou aos comandados de João Paulo Sanches administrarem o jogo e deixarem o tempo passar, confirmando o triunfo no estádio Olímpico Pedro Ludovico.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

Imagem

Referências

temas relacionados :