Texto

(1)

Menina de 13 anos tem parto dentro de ambulancha em comunidade de Santarém

De julho até novembro, 18 partos com meninas menores de 14 anos já foram contabilizados pelo Hospital Municipal de Santarém. Samu atendeu família às margens do Rio Arapiuns (Foto:Reprodução)

Jovem seria levada à obstetrícia do Hospital Municipal de Santarém, mas parto aconteceu antes

Uma menina grávida de 13 anos teve um parto realizado dentro de uma ambulancha do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), na manhã desta quinta-feira(2), em Santarém, oeste do Pará. O bebê nasceu com 3,2 quilos, por volta das 10h, em uma comunidade localizada às margens do Rio Arapiuns. A adolescente estava acompanhada pela mãe. O Conselho Tutelar faz o acompanhamento do caso, uma vez que se trata de um caso considerado estupro de vulnerável.

O Samu recebeu a solicitação de atendimento à gestante, que estava em trabalho de parto, e direcionou uma ambulância pela rodovia Translago de Vila Curuai, no Lago Grande, até a localidade. O objetivo era levar a adolescente para a obstetrícia do Hospital Municipal de Santarém Dr. Alberto Tolentino Sotelo (HSM). O transporte não foi possível pelo estado avançado do trabalho de parto. A mãe já estava com dez centímetros de dilatação – que é quando acontece o parto normal, detalharam os atendentes do Samu.

Quem precisou realizar o atendimento de emergência foi o enfermeiro Itamar Aguiar. Ele conta que, ao colocarem a adolescente na ambulancha, foi questão de minutos para o parto acontecer. “Ocorreu tudo bem, sem intercorrências. A criança nasceu viva, ativa e reativa aos reflexos. Pra mim é uma

(2)

satisfação ajudar mais uma mãe a trazer seu filho ao mundo”, comemorou.

Caso é considerado estupro de vulnerável

Seguindo o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), o caso da jovem é monitorado pelo Conselho Tutelar, porque se enquadra como estupro de vulnerável – mesmo que a adolescente afirme ter consentido a relação. O estatuto diz que o ato de uma conjunção carnal ou a prática de outro ato libidinoso com menor de 14 anos, configura o crime – com pena prevista de 8 a 15 anos de reclusão.

O Conselho Tutelar de Santarém está acompanhando a menina desde o mês de julho. A equipe da Redação Integrada de O Liberal entrou em contato com o Conselho e recebeu a informação de que, após o recebimento da denúncia, o caso foi encaminhado para os órgãos competentes. O HMS informou, por meio da assessoria de comunicação, que de julho até novembro houve 18 partos com meninas menores de 14 anos.

Por:O Liberal em 02.12.21 16h08

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético.

Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site:

w w w . f o l h a d o p r o g r e s s o . c o m . b r e - mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail:

adeciopiran.blog@gmail.com

https://www.folhadoprogresso.com.br/microsoft-e-linkedin-learn ing-disponibilizam-cursos-on-line-e-gratuitos/

(3)

Novo Progresso entre os 45 municípios com Fundo da criança e do adolescente regular

NO PARÁ, 119 FUNDOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE (FDCA) ESTÃO IRREGULARES (Foto:Reprodução)

Os Fundos da Criança e do Adolescente (FDCA) foram criados com fundamento no artigo 260 do estatuto da Criança e do Adolescente e têm como objetivo financiar projetos que garantam os direitos da criança e do adolescente. É de responsabilidade dos gestores municipais e estaduais manter atualizados os dados cadastrais relativos aos Fundos.

Quem recebe esses dados é o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) por meio do CADASTRAMENTO DE FUNDOS. Os Fundos que não têm cadastro ou os que apresentam inconsistências em seus dados, devem preencher o formulário de cadastramento (cadastrofdca.mdh.gov.br) para regularizar essa situação. A Secretaria da Receita Federal de posse desses dados repassados pelo MMFDH, procederá a análise e o repasse dos recursos devidos.

DIAGNÓSTICO DOS FUNDOS NO PARÁ

O estado do Pará possui 144 municípios e cada um deles pode criar o Fundo Municipal da Criança e do Adolescente para receber recursos oriundos, por exemplo, do Imposto de Renda tanto de pessoa física quanto de pessoa jurídica, os quais serão posteriormente aplicados em projetos que garantam os direitos da população infantojuvenil.

(4)

Ocorre que de acordo com dados fornecidos pelo Governo Federal e disponibilizados no portal “participa mais Brasil”, no estado do Pará apenas 25 fundos da criança e do adolescente se encontram em situação regular, enquanto que 45 estão em situação irregular por apresentarem inconsistência em seu cadastro e 74 sequer foram criados até o momento.

Isso representa, infelizmente, a perda de milhares de reais que poderiam e deveriam ser destinado ao atendimento prioritário de crianças e adolescentes.

REQUISITOS PARA O CADASTRAMENTO

Para serem incluídos no Cadastro Nacional, os fundos municipais, estaduais e do Distrito Federal devem ter:

CNPJ com natureza jurídica de fundo público e situação cadastral ativa;

“nome empresarial” ou “nome de fantasia” com expressão que estabeleça claramente a condição de Fundo dos Direitos da Criança e do Adolescente;

conta bancária aberta em instituição financeira pública e associada ao CNPJ informado.

Os recursos destinados aos fundos são aplicados em projetos sociais voltados à promoção e à defesa dos direitos da população infantojuvenil e são gerenciados pelos Conselhos de Direitos da Criança e do Adolescente (nacional, distrital, estaduais e municipais).

MUNICÍPIOS DO PARÁ COM FUNDOS INCONSISTENTES

Os motivos que mais geram inconsistência nos fundos e os impedem de receber recursos são problemas relacionados à natureza jurídica do CNPJ, informações de endereço incompletas ou inexistentes e dados bancários incompletos ou inexistentes.

No estado do Pará os seguintes municípios (45) se encontram em situação irregular: Acará, Afuá, Alenquer, Altamira, Aveiro,

(5)

Bannach, Belterra, Benevides, Bom Jesus do Tocantins, Bragança, Breu Branco, Curuá, Faro, Garrafão do Norte, Goianésia do Pará, Igarapé-Açú, Ipixuna do Pará, Itaituba, Jacundá, Magalhães Barata, Marituba, Mocajuba, Moju, Mojuí dos Campos, Nova Esperança do Piriá, Nova Ipixuna, Nova Timboteua, Novo Repartimento, Oriximiná, Ourilândia do Norte, Pacajá, Piçarra, Prainha, Rio Maria, Rondon do Pará, Santa Maria das Barreiras, Santarém, São Domingos do Araguaia, São Geraldo do Araguaia, São Miguel do Guamá, Soure, Tomé-Açú, Trairão, Tucumã e Tucuruí.

MUNICÍPIOS DO PARÁ COM FUNDOS REGULARES

Apenas os seguintes municípios (25) estão com os fundos da criança e do adolescente em situação regular: Abaetetuba, Água Azul do Norte, Ananindeua, Augusto Corrêa, Barcarena, Belém, Brasil Novo, Canaã dos Carajás, Castanhal, Conceição do Araguaia, Concórdia do Pará, Curralinho, Juruti, Marabá, Novo Progresso, Óbidos, Paragominas, Parauapebas, Porto de Moz, Primavera, Quatipuru, Redenção, Salvaterra, São Félix do Xingu e Xinguara.

Os demais 74 municípios do estado sequer criaram seus fundos da criança e do adolescente.

Criamos dois canais exclusivos para que gestores de políticas públicas para crianças e adolescentes de todo o país possam tirar suas dúvidas sobre o Cadastro dos Fundos de Direitos da Criança e Adolescente. Agora, para falar conosco, basta ligar para o número (61) 2027 3104 ou mandar um e-mail para cadastro.fdca@mdh.gov.br.

Fonte:https://www.gov.br/participamaisbrasil/cadastramento-de- fundos

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar

(6)

até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético.

Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site:

w w w . f o l h a d o p r o g r e s s o . c o m . b r e - mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail:

adeciopiran.blog@gmail.com

https://www.folhadoprogresso.com.br/capacitacao-sebrae-abre-in scricoes-para-cursos-gratuitos-com-certificado/

Advogado acusado de tentar extorquir assentados pelo INCRA no Lago Grande é preso em Santarém

William Martins Lopes – Créditos: (Foto: Facebook)

Uma equipe da Polícia Civil prendeu em Santarém, nesta terça- feira, com o apoio do Núcleo de Inteligência Policial(NIP), o advogado William Martins Lopes.

Segundo trabalhadores rurais da regiao do Lago Grande, o advogado seria representante de setores do agronegócio e segundo eles, tentou extorquir os assentados com documentos falsos, adotando um discurso bolsonarista de calúnias contra ONGs e sindicatos. O Portal OESTADONET apurou a informação.

Os policiais deram voz de prisão a Willian quando o advogado chegava ao seu escritório, no bairro Santa Clara, em Santarém.

(7)

Contra o advogado encontrava-se, em aberto, mandado de prisão expedido pela Comarca de Uberlândia, pelos crimes de falsidade ideológica e apropriação indébita. A comissão de prerrogativas da OAB se fez presente para acompanhar os procedimentos. O caso foi comunicado ao juízo criminal da Comarca de Santarém.

Para supostamente extorquir os assentados, o advogado é suspeito de estabelecer o valor de R$ 2,4 mil para prestação de serviços como “deixar a condição de assentado do Incra, deixar a condição de sindicalizado do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Santarém (STTR), promover a titularização de sua posse, todas as medida (sic), deverão ser tomadas, extrajudicial e judicialmente”. Ou seja, acabar com a condição de assentados.

O STTR denunciou a conduta do advogado William Martins Lopes ao Ministério Público Federal (MPF) e ao Ministério Público do Pará, acusando-o de extorsão dos assentados, além de abrir uma representação contra ele na OAB de Santarém por violação de dispositivos éticos disciplinares. Em 10 de março, o MPF enviou um comunicado aos assentados alertando que é proibido negociar terras de assentamento.

Em março deste ano, Lopes, vestindo uma camiseta com a bandeira do Brasil, esteve em Vila de Curuai, onde seu anfitrião foi o pastor Jó Lima, bolsonarista e seguidor do pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus. Lima foi candidato a vereador de Santarém nas últimas eleições pelo Cidadania, o antigo PPS (antes Partido Comunista Brasileiro), mas não foi eleito.

A região está na mira do governo federal. No dia 07 de abril, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, visitou a região para vistoriar os 204 mil metros cúbicos, ou 13,6 mil caminhões de madeira ilegal apreendidos pela Polícia Federal em dezembro. O ministro relativizou a apreensão, dando sinais de que será possível liberar parte da madeira. O PSOL notificou a Procuradoria Geral da República sobre a investida

(8)

de Salles.

A cópia de um contrato firmado entre William Martins Lopes e um assentado mostra o modus operandi da extorsão. Na documentação obtida pela Federação das Associações de Moradores e Comunidades do Assentamento Agroextrativista da Gleba Lago Grande (Feagle), o advogado estabelece o valor de R$ 2.400, que podem ser pagos em até doze parcelas mensais, para prestação de serviços como estes: “deixar a condição de assentado do Incra, deixar a condição de sindicalizado do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Santarém (STTR), promover a titularização de sua posse, todas as medida (sic), deverão ser tomadas, extrajudicial e judicialmente”. Em outras palavras, acabar com a condição de assentados.

Por:Portal OESTADONET

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético.

Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site:

w w w . f o l h a d o p r o g r e s s o . c o m . b r e - mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail:

adeciopiran.blog@gmail.com

https://www.folhadoprogresso.com.br/curso-gratuito-de-tecnolog ia-de-nuvem-do-senai-esta-com-inscricoes-abertas/

(9)

Acusado de matar ex- companheira a facadas é condenado a 20 anos de prisão em Santarém

(Foto:Reprodução) – Nesta segunda-feira (29), Adreilson Sarmento Galúcio, acusado de matar a ex-companheira Mônica Taciane Rodrigues Galúcio com 42 facadas no dia (23/05), foi condenado a 20 anos de prisão pelo crime de feminicídio.

Durante a sessão do Tribunal do Júri, o promotor de Justiça, Diego Libardi Rodrigues, com o Assistente de Acusação Dr.

Rômulo Amaral sustentaram as acusações após a leitura da sentença proletada pelo Juiz da 3° Vara Criminal de Santarém Gabriel Veloso.

Após a decisão o réu foi algemado e transferido para o Complexo Penitenciário de Santarém, onde irá cumprir a pena.

O crime

No dia 23 de maio, Mônica Taciane Rodrigues Galúcio, 30 anos, foi encontrada morta em sua residência com vestígios de golpes de faca. Um amigo da vítima estranhou o sumiço e foi procurá- la no imóvel, situado na avenida Jasmim, entre Violeta e Girassol, bairro Jardim Santarém.

Populares apontaram o ex-companheiro, Adreilson Sarmento Galúcio, como o principal autor da assassinato, pois foi avistado saindo do local. A Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) iniciou as investigações e conseguiu capturar o acusado no dia seguinte após o crime, tentando embarcar com destino a região do Lago Grande.

Na época, durante o depoimento, Adreilson Sarmento chegou a

(10)

afirmar que agiu por legítima defesa. Mas durante as investigações foi constatado que o crime ocorreu de forma cruel sem chance de defesa da vítima.

Por Diene Moura

RG15/O Impacto – Colaborou Portal do Coruja

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético.

Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site:

w w w . f o l h a d o p r o g r e s s o . c o m . b r e - mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail:

adeciopiran.blog@gmail.com

https://www.folhadoprogresso.com.br/enem-2021-a-partir-de-hoje -29-participantes-podem-pedir-reaplicacao-da-prova/

MPPA recomenda que 18

municípios do Pará utilizem

produtos da agricultura

(11)

familiar em merenda escolar

A Promotoria de Justiça Agrária da 2ª Região, que tem sede em Santarém, expediu Recomendação no último dia 25 de novembro, aos prefeitos e secretários municipais de Educação dos 18 municípios de sua área de abrangência, para que cumpram a obrigatoriedade mínima de que 30% da alimentação escolar seja proveniente da agricultura familiar, e efetuem chamada pública que contemple os povos tradicionais, entre outras medidas.

A Recomendação da promotora de Justiça Herena Melo foi destinada aos municípios de Almeirim, Alenquer, Aveiro, Belterra, Curuá, Faro, Itaituba, Jacareacanga, Juruti, Mojui dos Campos, Monte Alegre, Novo Progresso, Óbidos, Oriximiná, Prainha, Rurópolis, Santarém, Terra Santa e Trairão. O documento foi apresentado no dia 23 de novembro em reunião ampliada da Comissão de Alimentos Tradicionais dos Povos (Catrapovos Pará), que reuniu gestores, nutricionistas, agricultores familiares e povos de comunidades tradicionais. A Catrapovos é uma mesa de diálogos coordenada em todo o Pará para a implementação com resolutividade do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

A Mesa de Diálogo Permanente Catrapovos Brasil foi criada neste ano pela 6ª CCR (câmara temática para populações tradicionais) do Ministério Público Federal (MPF), expandindo a iniciativa pioneira do Estado do Amazonas para vários estados, inclusive o Pará, onde foi instituída nos termos da Portaria n.1809/2020- MPPA/PGJ. Deve reunir periodicamente com órgãos municipais, estaduais, federais, sociedade civil, lideranças e movimento indígena e de comunidades tradicionais para debater medidas e implementação de políticas públicas que garantam a efetiva aplicação da Lei nº 11.947/2009 e de alimentação escolar tradicionalmente adequada a estes povos.

O grupo também articulou junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) a expedição da nota Técnica

(12)

n°09/2021/SAF/MAPA, indicando que a ausência temporária de identificação específica de comunidades tradicionais, com exceção dos quilombolas e indígenas já contemplados, nos cadastros e políticas públicas, como Censo Escolar, Declaração de Aptidão ao Pronaf e o Cadastro Nacional da Agricultura Familiar, não pode ser barreira para acesso às compras públicas, e pode ser suprida por outros documentos reconhecidos pelo Poder Público que identifiquem o agricultor familiar e a escola/comunidade como pertencente aos povos e comunidades tradicionais existentes no Brasil.

Em 2020 foi lançado ainda o guia “Alimentação escolar indígena e de comunidades tradicionais no Amazonas” da Série

“Agricultura familiar: boas práticas replicáveis de comercialização de produtos da sociobiodiversidade e agroecologia, produzido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, em parceria com o projeto Mercados Verdes e Consumo Sustentável da GIZ, e elaborado em conjunto com o MPF/AM e FNDE.

No Brasil, a oferta de refeições deve atender às necessidades nutricionais dos estudantes durante o período letivo. Do total dos recursos financeiros repassados pelo FNDE, no âmbito do PNAE, no mínimo 30% deverão ser utilizados na aquisição de gêneros alimentícios diretamente da agricultura familiar e do empreendedor familiar rural ou de suas organizações, priorizando-se os assentamentos da reforma agrária, as comunidades tradicionais indígenas e comunidades quilombolas.

O MPPA destaca que muitos municípios sequer atingiram o patamar de compra dos 30%, e que o descumprimento de determinações legais pode acarretar na responsabilização do gestor executivo do município ou Estado, inclusive por improbidade administrativa. As justificativas usadas frequentemente por alguns gestores para não realizar a compra dos produtos tradicionais seria a “ausência de produção” entre povos indígenas e tradicionais, “o que não é verdadeiro e apenas demonstra desconhecimento do gestor em relação à

(13)

realidade dos cidadãos de seu município, uma vez que produção pode ser tanto proveniente de plantação quanto de produtos extraídos da floresta”, ressalta a Recomendação.

A Promotoria de Justiça Agrária da 2ª Região recomenda aos gestores dos 18 municípios que cumpram a obrigatoriedade mínima de compra de 30% de alimentos da alimentação escolar proveniente da agricultura familiar, em 2021 e nos anos seguintes, nos termos da Lei 11.947/2009, com a priorização de compra da produção de assentados da reforma agrária, povos tradicionais indígenas e quilombolas.

E que façam chamada pública diferenciada contemplando os povos tradicionais, de modo a garantir o respeito à alimentação culturalmente adequada nas escolas indígenas e tradicionais em geral, nos termos das Notas Técnicas nº NT nº 3/2020/6ªCCR/MPF e NT n° 09/2021/SAF/MAPA. Devem informar o exato cronograma de lançamento e o andamento da chamada pública estadual para esses povos, com ajustes construídos junto à sociedade civil e demais órgãos públicos. E assegurar, em caso de suspensão das atividades educativas presenciais devido à pandemia ou estado de calamidade pública, a distribuição dos alimentos e continuidade do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), destinando-os aos alunos da rede de ensino que deles necessitarem, conforme a realidade, economia e produção local.

O n ã o a t e n d i m e n t o d a R e c o m e n d a ç ã o e n s e j a r á n a responsabilização dos destinatários e dirigentes, sujeitando- os às medidas judiciais e extrajudiciais cabíveis. No prazo de 30 dias a partir do recebimento, devem prestar informações à Promotoria de Justiça Agrária de Santarém, encaminhando relatório com datas, cronograma e meios para seu cumprimento.

Por:RG15/O Impacto com informações MPPA

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

(14)

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético.

Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site:

w w w . f o l h a d o p r o g r e s s o . c o m . b r e - mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail:

adeciopiran.blog@gmail.com

https://www.folhadoprogresso.com.br/enem-2021-nutricionista-di z-quais-alimentos-o-participante-deve-levar-para-o-exame/

Golpista cria perfil fake do prefeito de Santarém para pedir dinheiro emprestado

(Foto:Reprodução) – Um golpista criou um perfil fake no aplicativo de mensagens, whatsapp, para se passar pelo prefeito de Santarém, Nélio Aguiar, e pedir dinheiro emprestado. Apesar de o golpe ser antigo e já bastante comum as denúncias, muitas pessoas ainda caem nesse tipo de armação.

Por isso, o prefeito informou e fez um alerta em suas redes sociais na manhã desta segunda-feira, 29.

“É golpe! Pessoal esse número (91)991319564 está se passando por mim, pedindo dinheiro aos meus contatos. Estou tomando as devidas providências e se por acaso você receber mensagem desse número se passando por mim, denuncie”, informou Nélio Aguiar.

(15)

O golpista utiliza um número com DDD 091, que seria de Belém.

Ele utilizou uma foto das redes sociais do gestor para ficar mais convincente às vítimas. O prefeito divulgou junto com o alerta o print de uma conversa que o bandido iniciou com um de seus contatos.

“Armazena meu número novo, esse será pessoal, outro ficará apenas para trabalho, ok!”, disse o bandido ao iniciar a conversa.

“Estou tentando fazer um pagamento pelo aplicativo, mas tive um problema na minha senha eletrônica. Pode fazer pra mim?

Quando for ao banco retorno para vc”, escreve o golpista, já tentando consolidar o crime.

Nélio Aguiar informou que registrou boletim de ocorrência e que está tomando todas as providências legais referente ao caso.

O Impacto

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético.

Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site:

w w w . f o l h a d o p r o g r e s s o . c o m . b r e - mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail:

adeciopiran.blog@gmail.com

https://www.folhadoprogresso.com.br/enem-2021-nutricionista-di z-quais-alimentos-o-participante-deve-levar-para-o-exame/

(16)

Polícia prende 3 suspeitos de realizar assaltos em Santarém e impede roubo de mais de R$

100 mil

Armas apreendidas com os homens — Foto: PM/Divulgação

Abordagem foi feita na madrugada de sábado (27). Trio é suspeito de integrar quadrilha especializada em grandes roubos, sequestros e assaltos relâmpago.

Três homens suspeitos de realizar diversos assaltos em Santarém, no oeste do Pará, foram presos na madrugada deste sábado (27). De acordo com a polícia, eles estavam se preparando para um assalto que envolvia uma quantia de mais de R$ 100 mil.

A abordagem aconteceu na Avenida Dom Frederico Costa com Augusto Meira, no bairro Livramento. Os homens estavam em um veículo e dois deles estavam armados e com muita munição.

Segundo a polícia, eles são suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em grandes roubos, sequestros e assaltos relâmpago.

(17)

Trio foi preso na madrugada deste sábado (27) em Santarém — Foto: Bena Santana

Em entrevista ao repórter da 94 FM, Alcindo Lima, o capitão PM Arthur Vasconcelos contou que dois dos três presos têm passagens pela polícia por envolvimento em roubos de grandes valores. Eles estavam se preparando para invadir a casa de uma família onde o proprietário aguardava mais de R$ 100 mil em dinheiro.

“Um tinha passagem por um roubo de R$ 40 mil e o outro tem passagem por um roubo de quase R$ 200 mil. Então, tudo leva a crer que é uma organização criminosa e com elementos perigosíssimos”, contou o capitão Arthur Vasconcelos.

A abordagem foi feita por policiais do 35º BPM. Elias Barbosa Mota, Rômulo Pereira dos Santos e Paulo Sérgio de Sousa Filho foram autuados em flagrante e apresentados na 16ª Seccional Urbana de Polícia Civil, onde o caso foi registrado.

“Mais uma vez um brilhante trabalho das equipes do 35º na rua fazendo operações, fazendo abordagens e tentando trazer a sensação de segurança para a população”, completou Arthur.

(18)

Policiais abordagem veículo na madrugada de sábado (27) — Foto: Alcindo Lima/94 FM

Roubo à joalheria

Ainda segundo a polícia, os três homens presos são suspeitos de terem envolvimento em um roubo à uma joalheria. O caso aconteceu na tarde de quinta (25) no bairro Santo André. Além de ouro, os criminosos levaram aparelhos celulares e dinheiro.

“Possivelmente eles estão envolvidos no roubo em uma joalheria de onde levaram aproximadamente 200g de ouro, celulares, dinheiro e várias outras coisas”, completou o capitão.

Por Dominique Cavaleiro*, g1 Santarém e região — PA

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético.

Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93

(19)

981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site:

w w w . f o l h a d o p r o g r e s s o . c o m . b r e - mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail:

adeciopiran.blog@gmail.com

https://www.folhadoprogresso.com.br/enem-2021-nutricionista-di z-quais-alimentos-o-participante-deve-levar-para-o-exame/

Chapa Novos Sonhos vence consulta prévia e informal para a Reitoria da Ufopa

Novos Sonhos Solange Ximenez (vice) e Aldenize Xavier (reitora) (Foto Edson Almeida )

Nesta sexta-feira, 26, docentes, técnicos e discentes da Universidade Federal do Oeste do Pará participaram da consulta prévia e informal para escolha do novo reitor ou nova reitora da instituição. Com o total de 1985 votos (0,405 na paridade por grupos), a chapa mais votada foi a chapa 2, “Novos Sonhos”, que trouxe como candidatas Aldenize Ruela Xavier (reitora) e Solange Helena Ximenes Rocha (vice-reitora).

A chapa 1, “Evolução: Ação Ufopa”, composta por Jarsen

Luís Castro Guimarães (reitor) e Flávia Garcez da Silva

(vice-reitora), teve 872 votos (com 0,265 na paridade

por grupos). Já a chapa 3, “Ufopa para Todos”, composta

por Edilan de Sant’Ana Quaresma (reitor) e Carla Ramos

(20)

(vice-reitora), recebeu 1925 votos (com 0,321 na paridade por grupos).

A consulta prevê, de acordo com a resolução do Conselho Universitário (Consun) nº 289, de 23 de setembro de 2021, a indicação ao Conselho Universitário, pela comunidade universitária, de candidato(a) a reitor(a) e a vice-reitor(a) da Ufopa para o quadriênio de abril de 2022 a abril de 2026.

O resultado da consulta prévia e informal será homologado em reunião do Consun no dia 7 de dezembro. Nesse mesmo dia, será constituído o Colégio Eleitoral no Consun para votação e escolha dos nomes que irão compor a lista tríplice a ser encaminhada ao Ministério da Educação para escolha do novo reitor ou reitora da Ufopa.

Aldenize Xavier e Solange Ximenes concorrem aos cargos de reitora e vice-reitora da Ufopa — Foto: Tracy Costa/g1

Em entrevista ao g1, Aldenize contou que se sente preparada para assumir a reitoria da instituição. A chapa propõe gestão que defenda os princípios de uma Universidade Pública,

(21)

gratuita e de qualidade.

“Eu estou preparada para assumir a universidade entendendo os desafios que ela tem, entendendo as potencialidades da nossa universidade nesta região oeste do Pará”, disse Aldenize Xavier.

27/11/2021 09h52

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético.

Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site:

w w w . f o l h a d o p r o g r e s s o . c o m . b r e - mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail:

adeciopiran.blog@gmail.com

https://www.folhadoprogresso.com.br/enem-2021-nutricionista-di z-quais-alimentos-o-participante-deve-levar-para-o-exame/

Crianças e jovens da

Arquidiocese de Santarém

(22)

participam de clipe em homenagem à Nossa Senhora da Conceição

Pequenos devotos de Maria participam de clipe em homenagem à p a d r o e i r a d o s s a n t a r e n o s — ( F o t o : G r u p o d e A r t e s Dom/Divulgação)

Integrantes do grupo de teatro ‘Dom’ realizaram, pelo segundo ano consecutivo, uma homenagem musical à padroeira dos católicos santarenos.

Foi lançada nesta sexta-feira (26) uma homenagem musical que contou com a participação de crianças e adolescentes da Arquidiocese de Santarém, no oeste do Pará. O clipe foi realizado pelo Grupo de Artes “Dom” em homenagem à Nossa Senhora da Conceição.

Este foi o segundo ano consecutivo que a ideia foi gravada e divulgada em razão da aproximação do Círio da padroeira dos santarenos. Em 2021, a grande romaria tem como tema “Maria, Mãe de Jesus, Esposa de José”.

A encenação foi filmada no interior da Catedral Metropolitana de Santarém no dia 19 de novembro. Participaram do clipe aproximadamente 20 crianças de diversas paróquias do município.

(23)

Crianças e adolescentes participaram da homenagem musical gravada na Catedral de Santarém — Foto: Grupo de Artes Dom/Divulgação

Segundo a coordenadora do projeto, Suelem Vieira, o objetivo do clipe foi reunir os pequenos devotos de Maria em uma homenagem diferente.

“Este ano, mais uma vez, não teremos aquele povão caminhando ao lado da imagem, mas teremos a carreata. O clipe vem mostrar um pouquinho do amor, a devoção à Nossa Senhora e do quão importante é termos Maria em nossas vidas”, ressaltou Suelem.

“Ela não sabia a dimensão que Jesus ia trazer para todos nós.

Ela não sabia naquele momento a criança tão importante que ela carregaria no ventre. Ela não sabia que aquela criança traria a salvação à toda a humanidade. Nós rendemos graças a Deus, porque através do ‘Sim’ de Maria todos nós fomos salvos”, enfatiza Suelem.

https://youtu.be/WF0UuHDXFdA

Por Tracy Costa, g1 Santarém e região — PA 26/11/2021 19h17

(24)

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético.

Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site:

w w w . f o l h a d o p r o g r e s s o . c o m . b r e - mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail:

adeciopiran.blog@gmail.com

https://www.folhadoprogresso.com.br/enem-2021-nutricionista-di z-quais-alimentos-o-participante-deve-levar-para-o-exame/

Em Santarém, sete escolas suspendem aulas após casos de covid-19

Atividades seguem remotamente durante esse período de suspensão (Foto:Reprodução)

O encerramento do ano letivo 2021 das escolas da rede pública municipal está previsto para o dia 17 de dezembro.

Sete escolas da rede municipal de ensino e uma creche suspenderam as aulas presenciais em Santarém, oeste do Pará, após casos de covid-19 nas unidades de ensino. Durante o período de suspensão as atividades seguem de maneira remota.

(25)

As unidades escolares que paralisaram as atividades em virtude do risco de contágio são: creche CEMEI Paulo Freire, Escola Antônio de Sousa Pedroso, em Alter do Chão, Escola São José, Escolas São Jorge, Tapará Grande Nossa Senhora das Graças, Boa Vista do Tapará, Escola D. Pedro I, Tapará Mirim Tapajós, Escola Santa Terezinha e Maripá.

Em nota a Secretaria Municipal de Educação (Semed) informou que a suspensão é uma medida de segurança já que professores e alunos testaram positivo para o coronavírus. Segundo a nota, todos os professores e funcionários já foram vacinados com a 1ª e 2ª dose.

Fonte:O LIberal em 26.11.21 15h42

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético.

Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site:

w w w . f o l h a d o p r o g r e s s o . c o m . b r e - mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail:

adeciopiran.blog@gmail.com

https://www.folhadoprogresso.com.br/enem-2021-nutricionista-di z-quais-alimentos-o-participante-deve-levar-para-o-exame/

Imagem

temas relacionados :