• Nenhum resultado encontrado

[PDF] Top 20 O Gênero CENCHRUS L. no Brasil (Gramineae: Panicoideae).

Top PDF O Gênero CENCHRUS L. no Brasil (Gramineae: Panicoideae). were compiled by 1Library PT

O Gênero CENCHRUS L. no Brasil (Gramineae: Panicoideae).

O Gênero CENCHRUS L. no Brasil (Gramineae: Panicoideae).

... T/te.zyxwvutsrqponmlkjihgfedcbaZYXWVUTSRQPONMLKJIHGFEDCBA genuò CenchAUi, zyxwvutsrqponmlkjihgfedcbaZYXWVUTSRQPONMLKJIHGFEDCBA L. =£$ h­epnetented in Bnazil by 7 òpecieò' zyxwvutsrq[r] ... See full document

35

O gênero Epidendrum L. (Orchidaceae) no Estado do Paraná, Brasil.

O gênero Epidendrum L. (Orchidaceae) no Estado do Paraná, Brasil.

... Observações: ocorre no Brasil (MG, RJ, SP, PR, SC). Coletada com flores entre dezembro e junho, e setembro. No Paraná ocorre como epífita em Floresta Ombrófila Densa de Terras Baixas, Submontana e Montana, e em ... See full document

17

Sinopse do gênero Acalypha L. (Euphorbiaceae) no Estado de São Paulo, Brasil

Sinopse do gênero Acalypha L. (Euphorbiaceae) no Estado de São Paulo, Brasil

... A descrição do gênero foi baseada em bibliografia especializada e tem um caráter mais amplo, ou seja, não é baseada apenas nas espécies de São Paulo. Para cada espécie são referidas: publicação original, ... See full document

13

Sinopse do gênero Andropogon L. (Poaceae -Andropogoneae) no Brasil.

Sinopse do gênero Andropogon L. (Poaceae -Andropogoneae) no Brasil.

... Figures 1-13. Morphological aspects of Andropogon. 1. Andropogon angustatus (J. Presl) Steud., terminal dispersal unit of the apex of a flowering branch. 2. A. arenarius Hack., dispersal unit of the midle portion of a ... See full document

11

Taxonomia do gênero Heliotropium L. (Heliotropiaceae) no Brasil.

Taxonomia do gênero Heliotropium L. (Heliotropiaceae) no Brasil.

... Material selecionado examinado: BRASIL. Alagoas: Joaquim Gomes, XI/1982, fl. fr., Staviski & Sant’ana 391 (MAC); Maceió, IV/1996, fl. fr., Reis s.n. (MUFAL 2836); Olho d’Água do Casado, III/1999, fl. fr., ... See full document

17

O GÊNERO EUGENIA L. (MYRTACEAE) NOS ESTADOS DE GOIÁS E TOCANTINS, BRASIL

O GÊNERO EUGENIA L. (MYRTACEAE) NOS ESTADOS DE GOIÁS E TOCANTINS, BRASIL

... Eugenia L., com cerca de 1000 espécies é o maior gênero dessa ...O gênero cresce desde o México e Caribe até o norte da Argentina e são estimadas cerca de 350 espécies para o ...do gênero ... See full document

266

O gênero Polygala L. (Polygalaceae) na região Sul do Brasil.

O gênero Polygala L. (Polygalaceae) na região Sul do Brasil.

... Ervas eretas a decumbentes, 9-30 cm alt. Caule folioso, cilíndrico, fortemente estriado ou anguloso, escassamente piloso, com tricomas curtos, glanduloso, simples ou com ramificação basal, mediana ou terminal. Folhas ... See full document

50

Contribuição ao estudo taxonômico do gênero Phaseolus L: no Brasil.

Contribuição ao estudo taxonômico do gênero Phaseolus L: no Brasil.

... ) Com bolsa de suplementacão do CNPq.. Este autor deteve- se em diversos caracteres estáveis e constantes dentro do gênero, esta- belecendo uma divisão muito racional das seções. : Cerat[r] ... See full document

9

O gênero Portulaca L. (Portulacaceae) no Brasil.

O gênero Portulaca L. (Portulacaceae) no Brasil.

... Portulaca hirsutissima é facilmente reconhecível por apresentar tricomas glandulares unicelulares e tectores fi la- mentosos, principalmente na face abaxial e margem das folhas. Segundo Legrand (1962) nas Américas apenas ... See full document

16

O gênero Phyllanthus L. (Euphorbiaceae) na Chapada Diamantina, Bahia, Brasil.

O gênero Phyllanthus L. (Euphorbiaceae) na Chapada Diamantina, Bahia, Brasil.

... gulares, agudas a acuminadas, inteiras. Folhas membranáceas, subsésseis, arredondadas, largamente ovais a orbiculares, 4-10 × 3-8mm, ápice agudo a acuminado, base obtusa a arredondada, margem inteira, face adaxial verde- ... See full document

14

Ciclo de vida, estruturas reprodutivas e dispersão de populações experimentais de capim-carrapicho (Cenchrus echinatus L.).

Ciclo de vida, estruturas reprodutivas e dispersão de populações experimentais de capim-carrapicho (Cenchrus echinatus L.).

... no Brasil (2 ). Holm et al. (8) citam Cenchrus echinatus ...No Brasil é citada por mui- tos autores (1, 2, 3, 4, 6, 8, 9, 13), como inf est ant e nas cul tur as de alg odã o, ma - mona, amendoim , ... See full document

9

EMISSÕES DE GEE DO BRASIL

EMISSÕES DE GEE DO BRASIL

... do Brasil, em âmbito federal, que reflita o novo momento da agenda climática global e os compromissos do país junto ao Acordo de Paris, com engajamento de alto nível, de ministros de áreas estratégicas, como a ... See full document

80

7. A aldeia ausente: índios, caboclos, cativos, moradores e imigrantes na formação da classe camponesa brasileira - A formação do campesinato no Brasil   Mário Maestri   2004

7. A aldeia ausente: índios, caboclos, cativos, moradores e imigrantes na formação da classe camponesa brasileira - A formação do campesinato no Brasil Mário Maestri 2004

... praticamente desconheceu o arado. Seu principal instrumento foi o enxadão pesado e resistente. Nas plantagens, a policultura era prática marginal, limitada à roça de subsistência. Apesar dos esforços empreendidos por ... See full document

44

AGRICULTURA E INDÚSTRIA NO BRASIL

AGRICULTURA E INDÚSTRIA NO BRASIL

... do Brasil tem necessariamente que ser gasto em ...do Brasil que se incumbe de pagar as indústrias, ou seja, o dinheiro do empréstimo sequer chega à mão do ...do Brasil nos empréstimos ao campo, temos ... See full document

60

Eixo de inscrição: Movimentos Sociais no Campo e Luta pela Terra

Eixo de inscrição: Movimentos Sociais no Campo e Luta pela Terra

... No Brasil, com o histórico de conflitos e da luta pela terra, materializado sobre o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), pretendemos analisar a atuação da Via ...no Brasil de 2000 a 2010 em ... See full document

25

EMISSÕES DO SETOR DE RESÍDUOS

EMISSÕES DO SETOR DE RESÍDUOS

... O Brasil ainda convive com as consequências de um atraso histórico nas infraestruturas de sanea- mento básico, principalmente quanto ao abastecimento de água e índices de cobertura e tratamento de águas ... See full document

64

EMISSÕES DOS SETORES DE ENERGIA, PROCESSOS INDUSTRIAIS E USO DE PRODUTOS

EMISSÕES DOS SETORES DE ENERGIA, PROCESSOS INDUSTRIAIS E USO DE PRODUTOS

... do Brasil no contexto do Acordo de Paris sob a UNFCCC” as metas são detalhadas para cada um dos cinco setores cujas emissões são estimadas na “Terceira Comunicação Nacional do Brasil à Convenção-Quadro das ... See full document

95

EMISSÕES DO SETOR DE MUDANÇA DE USO DA TERRA

EMISSÕES DO SETOR DE MUDANÇA DE USO DA TERRA

... Entre os pressupostos adotados, o mais frágil é o desmatamento ilegal zero. Desma- tamento ilegal zero já deveria ser uma realidade, não uma meta, visto a vasta gama de investimentos em comando e controle de ... See full document

43

Agrotóxicos Violações Socioambientais e Direitos Humanos no Brasil

Agrotóxicos Violações Socioambientais e Direitos Humanos no Brasil

... Grande parte da nossa água está contaminada . No monitoramento do Ministério da Saúde (SISáGUA), em que há o mapeamento de como está o nível de contamina- ção da água por agrotóxicos no Brasil, mostra-se que nossa ... See full document

296

Agrocombustíveis no Brasil e na América Latina: impactos no campo e na cidade

Agrocombustíveis no Brasil e na América Latina: impactos no campo e na cidade

... de Brasil los jornaleros siguen muriéndose por desnutrición, excesivo trabajo (12-14 h/día por $ 7) y por las fumigaciones de pesticidas (Álvarez, ...ahora Brasil tiene un nuevo un rol protagónico: exporta ... See full document

69

Show all 10000 documents...