• Nenhum resultado encontrado

Rev. Bras. Enferm. vol.55 número5

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2018

Share "Rev. Bras. Enferm. vol.55 número5"

Copied!
1
0
0

Texto

(1)

RESUMOS DE TESE/D I S S E RTAÇÃ01

REFORMA PSIQUIÁTRICA E SUA ARTICUAÇÃO COM O PROCESSO DE TRABALHO DO

ENFERMEIRO

Autora: Ângela Maria Corrêa Gonçalves Orientador: Francisco Carlos Felix Lana

RESUMO: Este é um estudo qualitativo, que teve como objeto a organização do processo de trabalho do enfermeiro atuante em dois hospitais psiqu iátricos da rede privada do mun icípio de Juiz de Fora , M G . O novo paradigma da reforma psiquiátrica acarretou a necessidade de reorgan izar serviços , criar novas modalidades de atendi mento e reformular a organ ização do trabalho. Com o objetivo de anal isar o d iscurso dos enfermeiros acerca da reforma psi q u i átrica e a articulação dela sobre seu fazer cotidiano, tentamos identificar os seus d eterminantes que i nterferem n o exercício de sua prática , na assistência ao doente mental, analisando as contradições entre o modo de pensar e operar do enfermeiro. Partindo do pressuposto que a enfermagem é uma prática social , portanto articulada às demais práticas de saúde, con d uzimos a investigação à luz do referencial teórico-metodológ ico do materi a lismo histórico dialético, que considera a h i storicidade e a dinamicidade dos fenômenos sociais. Tomamos como base o conceito de "processo tecnológ ico d e organ ização do trabal ho" desenvolvido por M E N DES G O N ÇALVES ( 1 986) , por ser uma opção que apresenta fi n s práticos , possi b i l itando a i nvestigação das transformações ocorridas na assistência ao indivíduo portador de doença mental, a patir da reforma psiquiátrica . A capacitação da realidade empírica se deu através de entrevistas semi-estruturadas e da observação d i reta. Foram sujeitos desse estudo dez enfermei ros lotados nas referidas instituições. O resultado nos revela que a assistência de enfermagem que encontramos nessas i nstitu ições não pode ser reconhecida como "psiqu iátrica"; que o enfermeiro tem g rande dificuldade em definir sua prática e justifica sua ausência na assistência d i reta com a sobrecarga de atividades "burocráticas", no sentido mais amplo dessa palavra . Conclu ímos que os instrumentos que o enfermeiro d ispõe para aproximar e tra nsformar seu objetivo e atingir sua finalidade são: a organização do ambiente hospitalar através de mecanismos disciplinares e a organização dos agentes da equipe de enfermagem através de meca n ismos controladores. O trabalho que vem sendo desenvolvido pelo enfermeiro nestas instituições psiquiátricas confronta-se com os pri n cípios da reforma psi q u i átrica , e o rompi mento com o modelo tradicional de cu idar implica n a formação de uma nova consciência, na reestruturação d e novos saberes, o que resultará na transformação da prática .

TRABALHO DO ENFERMEIRO EM UM CONTEXTO DE MUDANÇAS ORGANIACIONAIS

Autora : Maria da Graça Fonseca Orientadora: Marília Alves

RESU MO: A i ntensidade e a velocidade das mudanças, freqüentemente, ocasionam inseg urança nos indivíduos envolvidos e desestabil ização das organizações que b uscam se adaptar para alcançar novos patamares de estabil idade e red uzir o i mpacto das mudanças no coti d i a n o de trabalho. O Hospital U niversitário, no boj o das muda nças do setor saúde, vem implementando mudanças sign ifi cativas e buscando vencer as resistências, e a E nfermagem, enquanto grupo majoritário na organização, não pode ficar à margem. N o entanto, parece-nos que a Divisão de E nfermagem e os enfermeiros não têm partici pado ativamente do processo , vindo a reboq ue do mesmo, submetendo-se às decísões de outros profissionais e sofrendo as suas conseq üências. Neste estudo, buscamos anal isar o processo de mudanças que vêm ocorrendo no Hospital Universitário e seus reflexos no trabalho do enfermeiro. Para tal , real izamos u m estudo qual itativo utilizando como base de análise o referencial teórico-metodológico do Material ismo H i stórico Dia lético. A ca ptação da rea l idade emp írica deu-se através da aplicação de um roteiro de entrevista semi-estruturada, aplicado a 1 3 enfermeiros que ocu pavam cargos de direção, gerência de setor e de u n idades de internação. Os dados foram submetidos a análise de discurso. Os resultados mostram que as mudanças em curso no hospita l , tanto na perspectiva de longo prazo, contemplando os esforços para que o projeto do Centro de Atenção à Saúde (CAS ) se torne uma real idade, como aquelas d e médio e curto prazo , envolvendo aspectos pol íticos, gerenciais, tecnológicos e comportamentais, afetam direta ou indiretamente o trabalho da enfermagem. Percebe-se que, na maioria das vezes, o enfermeiro não tem sido chamado a participar do planejamento dessas mudanças, mesmo sendo um elemento i ntermediário que organ iza o ambiente de trabalho e m ultiplica as i nformações para os demais membros da equipe de enfermagem. Verificaremos que as reações dos enfermeiros às mudanças vão do receio e insegurança em rel ação ao futu ro até a resi stência à mudança e adoção de atitudes d efensivas. Mas, por outro lado, há, também, interesse e desejo de inserção n o processo. N o entanto, os enfermeiros ainda não estão organ izados de forma a se anteci par às mudanças organizacionais e sentem-se perd i dos no d i recionamento d e suas ações , levando a criação de

1 Cópia das teses/dissertações solicitar informações pelo E-mail cepen@abennacional.org . br

Referências

Documentos relacionados

c) CERTIFICADO DE CONCLUSÃO VIA ENCCEJA, ACOMPA- NHADOS DE HISTÓRICO ESCOLAR (com notas de 60 a 180): Serão consideradas as notas nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática

Ao analisar o conjunto de empresas de dois segmentos da BM&FBOVESPA –Energia Elétrica e Bancos –, verifi cando as métricas fi nanceiras de rentabilidade e risco Nunes, Nova

o transferência interna: poderá requerer transferência interna o aluno que esteja regularmente matriculado na Universidade no semestre em que solicitar a transferência e

Nesse contexto, a análise numérica via MEF de vibrações sísmicas induzidas por detonações se mostra como uma metodologia que pode contribuir significativamente

RES U M O : Para compreender como o poder, enquanto fenômeno que envolve as rel ações de trabalho é experienciado e percebido pelos enfermeiros que atuam em uma instituição

A transcrição de depoi mentos de familiares e idosos, os quais são carregados de realismo e sentimentos, parecem "vozes vivas" dentro do texto; vozes que se pode ouvir

Final ly, the p resented model arg ues the emerging social phenomeno n , representi ng a contribution towards the rea l ity l ived by the sick or fra i l aged, and his/her

desde el punto de vista dei fam i l iar que se ve ten iendo que cuidar dei pa riente viejo, asumiendo y real izando los cuidados con todas las implicaciones decu rrentes de ese