Fusões e Aquisições no Brasil

Texto

(1)

(DC0) Informação Pública

www.pwc.com/br

Março de 2014

Fusões e Aquisições

no Brasil

(2)

395 337

415 389

573

722

645 644

799 752 771 812

191

87 78 75 93 100 141 156

117

189 174 181 184 191

2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014

Jan-Dez Março

2014 mantendo patamar de atividades de M&A

Primeiro trimestre do ano registra um total de 191 negócios anunciados, um aumento de 3,8% em relação à 2013

O mês de março teve 63 negócios, número abaixo da média para o mês nos anos anteriores. Recorde do período está baseado no número de transações anunciadas em fevereiro: 68 negócios.

Primeiro trimestre de 2014 registra número recorde de 191 transações e crescimento de 3,8% em relação ao mesmo período de 2013.

Média de 83 transações no primeiro trimestre

Média de 128 transações no primeiro trimestre

Média de 184 transações no primeiro trimestre

Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

(3)

(DC0) Informação Pública 191

184 180 174 189

214 222 191

202

199 191 194

187

215 177 191

221

2014 2013 2012 2011 2010

1º Tri 2º Tri 3º Tri 4º Tri

Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

Transações

3

Fusões e Aquisições no Brasil

Transações por trimestre 2010-2014

53

60

71 60

68

63

janeiro fevereiro março

2013 2014 Comparativo jan-mar (2013 vs. 2014)

0 20 40 60 80 100

Número de transações (mês)

Março 2014

(4)

Perfil do mercado de M&A no Brasil se mantêm com maior atividade entre

investidores nacionais. Mas participação de estrangeiros é crescente.

Número de negócios anunciados 1º tri (2002-2014)*

* Não inclui Joint-Ventures e fusões.

55%

45%

Origem do investimento*

Nacionais Estrangeiros

42 42 38

30

41

63

99

59

105

86 88 95 98

28

16 19

37 35

44

30 38

56 61

70 73 81

2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 214

Nacionais Estrangeiros

2014

(5)

(DC0) Informação Pública

Mercado em destaque para a transações envolvendo participações majoritárias: 104 negócios em 2014, e 54,5% do número de

transações anunciadas.

Nota: Transações divulgadas na imprensa. Não inclui acordos.

5

Fusões e Aquisições no Brasil

Tipos de transação Total

Aquisições 104

Compras 75

Joint ventures 8

Fusões 3

Incorporações 1

Cisão 0

Evolução das modalidades de transações- 1º tri 54,5%

39,3%

4,2%

1,6%

0,5%

0,0%

Tipos de transação

Aquisições Compras Joint ventures Fusões Incorporações Cisão

0 20 40 60 80 100 120

2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014

Aquisições Compras Joint ventures Fusões Incorporações Cisão

Março 2014

(6)

A indústria de TI faz 28 negócios no primeiro trimestre e lidera o setor com maior número de negócios anunciados.

Top 5 setores 1º tri (2013-2014) Participação dos setores em M&A Brasil (1º tri 2014)

15%

10%

9%

9%

5% 7%

5%

4%

4%

32%

TI Bancos

Varejo Serv. Aux.

Mineração Alimentos Serv. Imob. Serv. Púb.

Quím/ Petro Outros

14

27 19

8

34

13 17

18 19

28

Mineração Serv. Aux.

Varejo Bancos TI

2014 2013

(7)

(DC0) Informação Pública

Exemplos de transações dos setores líderes

TI

iFood compra a Central de Delivery;

Movile faz porte de R$

5,5 milhões, na

plataforma de delivery iFood;

Gera Ventures faz aporte de US$ 47 milhões na plataforma de vídeo Brasil Kaltura;

Financeiro

Lazard Asset

Manangement vende participação passando a deter 4,76% Cielo;

Grupo Financeiro

Inbursa compra por US$

45 milhões a divisão brasileira do banco sul africano Stantard Bank;

Onyx adquire

participação adicional do Banco ABC Brasil;

Varej o

Grupo Nors compra a

brasileira Agro New;

First Alliance vende controle acionário de sua distribuidora no Brasil SND;

REP- Real Estate

Partners compra por R$

20 milhões participação adicional de 70% no Shopping Valinhos;

7 Março 2014

(8)

30

67 74

84

98

68

2009 2010 2011 2012 2013 2014

# de transações

Private Equity

Private Equities estiveram presentes em 35% das transações anunciadas no

período. Destaque para ao mês de março, muito mais próximo dos patamares registrados em 2013, com este investidor

detendo cerca de 50% de participação nas transações anunciadas.

Total de participações de PE (1º tri 2009/2014) 63

68 60

32 26 10

Mar Fev Jan

Total de transações Participações de PE Total de Transações / Participações de PE- 1º tri 2014

(9)

(DC0) Informação Pública

Ser Educacional comprou por R$ 2,1 milhões a Associação de Ensino Superior Anglo Líder;

Arcelormittal e Mitsui & Co. compram a M. Steel;

Baumgarten comprou a companhia de soluções para etiquetas mexicana Etiquetas Rodak;

Bematech comprou por R$ 16,5 milhões a RJ Participações;

Biotoscana Farma comprou a holding farmacêutica brasileira United Medical;

Bunzl comprou, por R$ 18 milhões, a brasileira De Santis Distribuição Industrial;

Covidien comprou, por um valor não anunciado, a fabricante de produtos eletrônicos brasileira WEM;

Petros comprou participação adicional da Itaúsa;

Grupo Hestia comprou por R$ 43 milhões a Green Ocean Camboriú Incorporações Imobiliárias;

Hopi Hari comprou a companhia brasileira de empreendimentos e participações A.W.A.S.P.E;

HRT Participações comprou a BP Energy America;

Grupo Kuhn comprou a fabricante de equipamentos agrícolas Montana;

Casos selecionados; não é uma lista exaustiva. Não representa necessariamente as maiores transações anunciadas, mas uma abordagem combinada de relevância e tamanho da operação anunciada. Algumas transações sujeitas a análise e aprovação por parte de órgãos reguladores.

Merieux Nutrisciences comprou a unidade de análise de alimentos e água do Grupo São Camilo;

Grupo Bandeirantes MOV TV em parceria com a RioPar compraram a DMC Outbus;

Neogrid comprou a Bis Company;

Optitel comprou a catarinense W2B;

Paul Hartmann comprou a brasileira Bace;

Polymer Group (PGI) através de sua subsidiária brasileira PGI Brasil comprou, por R$ 555,88 milhões, uma

participação adicional na Companhia Providência Indústria e Comércio;

Oriente Médio Qatar Petroleum comprou por US$ 1 bilhão participação de 50% do campo de petróleo do Parque das Conchas;

Search Minerals comprou participação majoritária na companhia brasileira Mineração São Francisco de Assis;

Singapura Stone Apple comprou a brasileira F2C;

Suominen comprou por EUR 17,5 milhões divisão brasileira de fabricação de não-tecidos da Ahlstrom;

Tecnisa comprou por um total de R$ 100 milhões a corretora imobiliária Lille Investimentos Imobiliários.

Algumas transações anunciadas no primeiros trimestre

9

Fusões e Aquisições no Brasil

Março 2014

(10)

Descomplica.com recebeu um aporte de US$ 5 milhões de grupo de investidores;

Acron comprou por valor estimado de R$ 500 milhões o tradicional hotel carioca Glória;

Baumgarten comprou a gráfica argentina Autopack;

Bekaert comprou por um total de EUR 255 milhões a divisão nacional de fabricação de cabo de aço para pneumáticos da italiana Pirelli;

BlackBridge comprou participação de 50% na consultora de soluções geoespaciais Santiago & Citra;

Centro Integrado Para Formação de Executivos (Fatex) comprou o prédio onde se localiza o Colégio Imaculada Conceição (CIC);

CTBH comprou por R$ 187,5 milhões o empreendimento Boulevard Corporate Tower;

Gafisa anunciou a recompra de 4% do total de ações ações ordinárias em circulação no mercado;

Guide Investimentos comprou, por um valor não anunciado, a corretora de valores Omar Camargo;

Imovelweb comprou participação majoritária na desenvolvedora de softwares Union Softwares;

Casos selecionados; não é uma lista exaustiva. Não representa necessariamente as maiores transações anunciadas, mas uma abordagem combinada de relevância e tamanho da operação anunciada. Algumas transações sujeitas a análise e aprovação por parte de órgãos reguladores.

Inepar Telecom comprou por R$ 605,284 milhões participação majoritária na Iesa;

JBS comprou planta localizada em Anastácio-MS;

Minerva comprou a unidade frigorífica de Janaúba-MG da Kaiowa;

Nelson Global Products comprou a fabricante de tubos e componentes industriais TuboPress;

Orinoco comprou a totalidade das participações detidas pelas mineradoras Troy Resources e Mineração da Amazônia nos projetos de ouro Sertão e Antena;

Performa Partners comprou o Grupo Facility;

Precifica comprou a Iconna;

Tyman, através de sua controlada Schlegel, comprou a fabricante de vadação industrial Vedasil;

Sika comprou a brasileira fabricante de hipermeabilizantes Lwart;

Ouro Preto comprou as operações no Brasil da norte- americana El Paso.

Algumas transações anunciadas no primeiros trimestre

(11)

(DC0) Informação Pública

International Finance Corporation (IFC) realizou um aporte, no valor de até US$ 90 milhões, na companhia de

telecomunicações On Telecom;

Rede Cigam comprou a SIGE Cloud;

Albioma comprou por R$ 137 milhões a usina hidrelétrica Rio Pardo;

Bain Capital comprou a seguradora de saúde brasileira Grupo Notre Dame;

Bunzl comprou a brasileira Lamedid;

TI Dinamize comprou a empresa de mailing marketing Softmail;

DocuSign comprou a Comprova.co;

FIP Brasil Óleo e Gás comprou participação de 14,29% no braço de oil&gas do BTG;

Singapura Global Logistic Properties comprou por R$ 3,18 bilhões um conjunto de 34 galpões comerciais pertencentes à BR Properties;

Iconix Brand comprou por US$ 42 milhões participação remanecente de 50% em sua subsidiária latino americana Iconix Latin America;

JBS comprou, por um valor não anunciado, o frigorífico Sul Valle;

Casos selecionados; não é uma lista exaustiva. Não representa necessariamente as maiores transações anunciadas, mas uma abordagem combinada de relevância e tamanho da operação anunciada. Algumas transações sujeitas a análise e aprovação por parte de órgãos reguladores.

JBS comprou por R$ 103,5 milhões o frigorífico brasileiro Frinal;

Minerva comprou por US$ 37 milhões o frigorífico uruguaio Matadero Carrasco;

Padtec comprou por US$ 10 milhões uma participação na companhia norte-americana de semi-condutores Clariphy;

Penguin Random House comprou por EUR 72 milhões a editora brasileira Objetiva;

TI Sonda comprou por US$ 170 milhões a brasileira CTIS Tecnologia;

TBWA comprou a agência de comunicação brasileira MOOD;

TIVIT comprou, por um valor não anunciado, a gestora de documentos eletrônicos Work Image;

Webmotors comprou o site de anúncios automotivos Compreauto;

Yildirim Holding comprou por US$ 125 milhões ativos na Colômbia da companhia de carvão CCX;

A5 Internet Investments realizou um aporte na rede social colaborativa Colab.re;

Atomico Ventures e W7 Capital realizaram um aporte na BebêStore no valor de R$ 30 milhões.

11

Fusões e Aquisições no Brasil

Algumas transações anunciadas no primeiros trimestre

Março 2014

(12)

Aquisição de participações controladoras são aquelas em que o comprador obtém, na transação, o controle da empresa. Enquadram-se nesta categoria as transações de compra de 100% das ações, de uma participação majoritária (maior do que 50%, mesmo que por apenas uma ação), participações adicionais que transferem o controle para o comprador (por exemplo, um acionista que já possui 30% ao comprar uma participação adicional de 21%), ou qualquer outra transação em que fique explícito que o controle foi transferido para o comprador.

Compra de participações não-controladoras são aquelas em que o controle da empresa não é transferido junto com as ações - tipicamente, são transações menores do que 50% do capital.

Joint venture caracteriza-se por ser um

empreendimento de dois ou mais sócios em uma nova empresa, sendo que os sócios continuam a existir com suas operações independentes. É diferente de um acordo comercial (uma representação, por exemplo), em que não existe a criação de uma nova empresa.

Fusão é quando duas empresas juntam suas operações e deixam de existir isoladamente, dando origem a uma terceira nova empresa.

Incorporação acontece quando uma empresa absorve as operações de outra, que deixa de existir.

Cisão é o tipo de transação em que uma empresa é dividida, surgindo daí uma outra empresa. É caso das empresas que querem separar os negócios em unidades independentes.

Definições aplicadas neste relatório na categorização de uma transação

(13)

(DC0) Informação Pública

© 2014 PricewaterhouseCoopers. Todos os direitos reservados. “ PwC” refere-se ao network de firmas membros da PwC International Limited, cada uma constituindo uma pessoa jurídica separada e independente.

Alexandre Pierantoni

alexandre.pierantoni@br.pwc.com 11 3674 3899

Rogério Gollo

rogerio.gollo@br.pwc.com 11 3674 3899

Leonardo Dell’Oso

leonardo.delloso@br.pwc.com 11 3674 2209

Contatos

Fusões e Aquisições no Brasil

Twitter@PwCBrasil Siga-nos

facebook.com/PwCBrasil

Imagem

Referências

temas relacionados :