AÇÃO EDUCATIVA EM SAÚDE: MUTIRÃO DE ORIENTAÇÃO E CONSCIENTIZAÇÃO DE COMBATE À DENGUE

No documento PRÁTICAS EDUCATIVAS EM SAÚDE: ROTEIROS DIDÁTICOS (páginas 56-60)

AUTOR: Ana Maria Chavão Brito Lombardi de Souza E-MAIL: ana.souza1@etec.sp.gov.br

Etec Prof. José Sant’Ana de Castro

Tempo estimado: 06 aulas

Objetivos da Ação Educativa

 Estimular a reflexão da situação e o raciocínio para construção do conheci-mento;

 Despertar o interesse em realizar atividades práticas;

 Pesquisar sobre a doença Dengue: transmissão, sinais e sintomas, formas de tratamento, eliminação dos criadouros e prevenção;

 Elaboração de portfólio;

 Realizar campanhas de conscientização sobre Dengue, na própria Etec e co-munidade.

 Proporcionar a participação da Etec nas ações municipais em casos de: epi-demias; pandemias e surtos, utilizando os recursos da comunidade nas ações de saúde coletiva.

Introdução

Segundo Pena (1998), dengue é a arbovirose mais comum no mundo, se manifesta em surtos epidêmicos, geralmente no verão/outono, pelo acúmulo de água parada. No verão, clima quente e úmido favorece a proliferação do mosquito transmissor da dengue: o Ae-des aegypti, este inseto vetor se multiplica em ambiente com água limpa e parada. Para que haja transmissão, são necessárias pessoas doentes, que serão picadas e transmitirão o vírus ao inseto que, por sua vez, contaminará pessoas sadias, ou seja, que ainda não foram infectadas pelo vírus circulante. O único animal reservatório transmissor de dengue é o homem. O período de incubação é de 5 a 6 dias, pode-se prolongar até 15 dias. É uma doença de notifi cação compulsória e de investigação obrigatória. Suspeita-se de dengue quando o paciente apresente febre associada a dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dor muscular em todo o corpo, dor nas articulações, manchas avermelhadas pelo o corpo, podendo ainda ter sangramento, vômitos e diarreia, associada a falta de apetite e ema-grecimento durante a doença, e fraqueza – que pode persistir por até um mês (FERREI-RA,2016). A prevenção da proliferação do mosquito é a melhor medida para evitar a den-gue. O objetivo principal é desenvolver ações concretas para facilitar a conscientização

das pessoas na limpeza das casas, terrenos e município, além de identifi car necessidades e prevenir problemas futuros na saúde.

Problematização inicial

Estimular a reflexão e a importância das ações educativas em saúde para prevenção de doenças, despertando o interesse discente, tornando esta atividade valiosa para o apren-dizado, conscientização, segurança e saúde das pessoas. A partir da atividade prática po-de-se propor outras campanhas de conscientização na escola e comunidade.

Como organizar a Atividade Prática

1ª etapa: Os alunos pesquisarão sobre as doenças virais, com foco na Dengue, sinais e sintomas, criadouros, formas de tratamento e prevenção.

2ª etapa: A Professora organizará uma aula prática, em parceria com a Secretaria Munici-pal de Saúde - Agentes de Combate a Zoonoses. A atividade será um Mutirão de Combate à Dengue, realizada pelos alunos (em grupos) e Agentes de Combate as Zoonoses, com observação direta em toda a Etec, para localização de possíveis criadouros do mosquito.

3ª etapa: Durante a aula, os Agentes e alunos, irão fazer um registro fotográfi co e escrito das atividades e palestras informais com orientações para outros alunos da Etec sobre a eliminação das larvas e prevenção de focos e criadouros, para o combate ao mosquito Aedes Aegypti.

4ª etapa: Ao fi nal da visita irão distribuir panfletos e fazer orientações sobre a Dengue.

Possiblidade de Avaliação

Observação direta do desenvolvimento do aluno, por meio da supervisão contínua da prá-tica das habilidades e competências aprendidas e desenvolvidas no curso, assim como, o envolvimento no processo ensino aprendizagem teórico prático.

Registro das atividades, contendo: participação do aluno; formação dos grupos; realização dos estudos sobre a temática; registro da iniciativa, participação e interesse; senso crítico na observação dos possíveis criadouros dentro do ambiente escolar.

Critérios para Apresentação dos Resultados

Anotação de registros sobre a observação do ambiente enfatizando os possíveis fatores de risco para Dengue.

Envolvimento dos alunos em um método ativo de ensino e aprendizagem.

Ação de combate da doença, por meio da atividade prática de busca de possíveis criadou-ros, nas orientações e distribuição de panfletos.

Fortalecer a integração de alunos entre todos os Cursos da Etec.

Estimular a reflexão da situação e o raciocínio clínico para construção do conhecimento.

Registro escrito e fotográfi co da atividade, a serem entregues à Direção (elaboração de portfólio).

Pesquisa e seleção de fontes de informação, em diferentes formas e suportes

FERREIRA, M. F. Interpretação do Hemograma Frente a Suspeita de Dengue.

http://revista.oswaldocruz.br/Edicao_12/Artigos. Ano 3, n.12 out-dez 2016. Acesso em 20 fev. 2020.

PENA O. G. Doenças Infecciosas e Parasitárias: Aspectos Clínicos, de Vigilância Epidemiológica e de Con-trole - Guia de Bolso - Brasília: Ministério da Saúde: Fundação Nacional de Saúde, 1998.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Coordenação-Geral de Desenvolvimento da Epidemiologia em Serviços. Guia de Vigilância em Saúde: volume 2 / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Coordenação-Geral de Desenvolvimento da Epidemiologia em Serviços. – 1. ed.

atual. – Brasília: Ministério da Saúde, 2017.

Atividade: Mutirão de Orientação e Conscientização de Combate a Dengue

A atividade consiste em integrar conhecimentos teóricos e práticos, envolvendo alunos em estágio de Ações de Vigilância em Saúde, com objetivo de conscientização da comu-nidade escolar sobre os riscos da Dengue e a busca de criadouros.

Objetivos:

 Estimular a reflexão da situação e o raciocínio para construção do conhecimento;

 Despertar o interesse em realizar atividades práticas;

 Pesquisar sobre a doença Dengue: transmissão, sinais e sintomas, formas de tra-tamento, eliminação dos criadouros e prevenção;

 Elaboração de portfólio;

 Realizar campanhas de conscientização sobre Dengue, na própria Etec e comu-nidade.

 Proporcionar a participação da Etec nas ações municipais em casos de: epide-mias; pandemias e surtos, utilizando os recursos da comunidade nas ações de saúde coletiva.

Descrição da Atividade/Procedimento

1ª etapa: Os alunos pesquisarão sobre as doenças virais, com foco na Dengue, sinais e sintomas, criadouros, formas de tratamento e prevenção.

2ª etapa: A Professora organizará uma aula prática, em parceria com a Secretaria Munici-pal de Saúde - Agentes de Combate a Zoonoses. A atividade será um Mutirão de Combate à Dengue, realizada pelos alunos (em grupos) e Agentes de Combate as Zoonoses, com observação direta em toda a Etec, para localização de possíveis criadouros do mosquito.

3ª etapa: Durante a aula, os Agentes e alunos, irão fazer um registro fotográfi co e escrito das atividades e palestras informais com orientações para outros alunos da Etec sobre a eliminação das larvas e prevenção de focos e criadouros, para o combate ao mosquito Aedes Aegypti.

4ª etapa: Ao fi nal da visita irão distribuir panfletos e fazer orientações sobre a Dengue para toda comunidade escolar. Promovendo ações de saúde para conscientização de com-bate a dengue.

Materiais:

Caderno para registro de observações sobre o ambiente.

Panfletos de conscientização para evitar a dengue.

ROTEIRO DE AÇÃO EDUCATIVA: SIMULAÇÃO DE

No documento PRÁTICAS EDUCATIVAS EM SAÚDE: ROTEIROS DIDÁTICOS (páginas 56-60)

Outline

Documentos relacionados